Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Com um time bem diferente, Atlético-MG completa um turno com Cuca

Somente três titulares do Atlético-MG no confronto do primeiro turno com o Figueirense continuam no time

Victor Martins, iG Belo Horizonte |

No reencontro entre Atlético-MG e Figueirense , neste sábado, no Estádio Orlando Scarpelli, a equipe alvinegra de Minas Gerais vai se apresentar com um time bastante modificado. Da formação que iniciou a partida disputada pelo primeiro turno , no começo de agosto, no Ipatingão, somente três vão ser titulares novamente. No entanto, dos três, apenas André é titular, já que Werley e Richarlyson vão jogar por conta das suspensões de Leonardo Silva e Neto Berola .

Veja também: Atlético-MG aumenta distância para o Z-4. Veja a classificação atualizada

A derrota para o Figueirense resultou na queda de Dorival Júnior . Contratado para evitar o rebaixamento do Atlético-MG , Cuca está bem perto de conseguir, mas para isso teve de mudar o time inteiro. A mudança não foi apenas no 11 inicial, mas também na formação de banco, no elenco em geral. Além dos três que vão ser titulares novamente, outros seis que estiveram em campo estão relacionados, são o goleiro Giovanni , zagueiro Lima , o lateral-esquerdo Eron e os volantes Serginho e Dudu Cearense e o atacante Magno Alves .

Leia também: Figueirense e Atlético-MG prometem jogo equilibrado em Floripa

Titular absoluto do Atlético-MG, o zagueiro Réver ficou no banco de reservas no jogo do primeiro turno. Como a defesa alvinegra não passava por um bom momento, Dorival Júnior optou em barrar o defensor e armar o time com três zagueiros, sendo Lima, Werley e Leonardo Silva o trio escolhido. Um turno depois, Réver é só elogios ao treinador, que mudou o Atlético-MG para melhor.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

“A chegada do Cuca mudou muita coisa. A equipe tinha um comportamento um pouco acomodado, mas o novo treinador mudou os ares do nosso dia-a-dia, fez que certos jogadores pegassem ainda mais confiança e isso deu efeito, mesmo com a sequência inicial de derrotas . Depois a equipe teve uma crescente muito boa, e vem mantendo a regularidade, trabalhando, empenhando e se dedicando. Não tinha como ser diferente o resultado. Agora esperamos nos manter como a defesa menos vazada do segundo turno, isso será uma coisa muito boa para nós, principalmente para os defensores, já que fomos muito contestados no primeiro turno”, comentou Réver, que dá méritos a Cuca pelo bom momento do Atlético-MG no Brasileiro.

Siga o Twitter do iG Atlético-MG e receba notícias do time em tempo real

“O treinador tem uma porcentagem muito grande na mudança que teve o time do Atlético. O sucesso vem todo do treinador, que mudou e trouxe outros jogadores, que são destaques e estão ajudando. O mérito é todo do treinador, por ter despertado o Atlético-MG”.

Dos oito “novos” titulares do Atlético-MG diante do Figueirense, três nem sequer estavam no clube, casos de Carlos César , Triguinho e Pierre . Já Renan Ribeiro , Réver, Daniel Carvalho e Bernard eram reservas por opção de Dorival Júnior. Enquanto Fillipe Soutto estava na reta final de recuperação de uma cirurgia no joelho esquerdo .

 

Leia tudo sobre: Atlético-MGBrasileirão 2011FigueirenseWerleyRicharlysonAndréCuca

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG