Gol de Mancini, aos 24 minutos do segundo tempo, deu a Cuca sua primeira vitória no comando atleticano

nullFinalmente saiu a primeira vitória do Atlético-MG sob o comando de Cuca. Mesmo jogando na Arena da Baixada o time mineiro bateu o Atlético-PR por 1 a 0, com gol de Mancini, de pênalti, em jogo válido pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado não tira a equipe alvinegra da zona de rebaixamento , mas dá um ânimo novo aos jogadores e torcedores. Já o Atlético-PR, depois da reação com Renan Gaúcho, perdeu uma invencibilidade de sete partidas e também uma posição na classificação, para o próprio Atlético-MG.

Depois de salvar o Fluminense em 2009, quando o time carioca era dada com 99% de chances de rebaixamento, Cuca mostra que é capaz de salvar outro gigante do futebol brasileiro. O Atlético-MG vence depois de um mês sem vitórias, com oito derrotas e um empate. “Foi um resultado muito importante, pelo momento, que é muito árduo. O time se superou, estávamos jogando bem, mas os resultados não estavam vindo. O grupo é muito unido, quer tirar o Atlético da situação ruim no Brasileiro. E iante de um adversário direto, o Atlético se superou”, disse Mancini, que foi o heroi do Atlético-MG.

Agora, a equipe de Cuca tem o Avaí pela frente, sábado, às 18h. Com certeza com estádio lotado e confiança total na reação dentro do Campeonato Brasileiro. Já o Atlético-PR vai até o Olímpico para enfrentar o Grêmio, neste domingo, às 16h.

O jogo
A necessidade da vitória fez com que as duas equipes se abrissem desde o primeiro minuto. O jogo começou aberto, mas a quantidade passes errados evitava que Atlético-PR ou Atlético-MG conseguisse criar uma jogada mais aguda. Tanto que a primeira boa oportunidade foi somente aos 13 minutos, quando André recebeu a bola dentro da área do Atlético-PR, em posição irregular, e chutou por baixo do goleiro Renan Rocha mas o zagueiro Gustavo salvou em cima da linha.

Entre para a Torcida Virtual de Atlético-PR ou Atlético-MG e convide seus amigos

A resposta paranaense ocorreu apenas nove minutos depois, com o atacante Pablo chutando no canto do goleiro Renan Ribeiro, que fez grande defesa e o rebote foi afastado pela defesa alvinegra. A última chance da primeira etapa, que foi disputada mas com poucas oportunidades, foi de André. Em contra-ataque do Atlético-MG o camisa 90 chutou de fora área e o goleiro do Atlético-PR fez boa defesa.

Se o primeiro tempo foi movimentado, mas com poucas oportunidades, a situação mudou na etapa final. Apesar de estar atuando fora de casa, o Atlético-MG foi melhor e aproveitou o nervosismo do time adversário. Tanto que Bernard teve ótima oportunidade abrir o placar aos 11 minutos, mas chutou para fora. Assim como fez Marcinho, do Atlético-PR, três minutos depois.

Siga o Twitter do iG Atlético-MG e receba as notícias do time em tempo real

O Atlético-MG teve ainda mais duas boas chances, mas Réver cabeceou por cima gol de Renan Rocha, aos 16 minutos. No lance seguinte Bernard ficou sozinho dentro da área e chutou em cima do goleiro rubro-negro. Melhor em campo e com mais chances de abrir o placar, o Atlético-MG aproveitou mais uma falha da defesa do xará paranaense e Magno Alves foi derrubado por Wagner Diniz dentro da área. Mancini cobrou o pênalti para abrir o placar aos 24 minutos. Renan Rocha ainda tocou na bola e quase evitou o gol dos mineiros.

A partir de então o Atlético-MG mostrou uma tranquilidade não vista desde o começo do Brasileirão. Tocou a bola e segurou o time da casa, tanto que o Atlético teve apenas uma boa oportunidade, com Edigar Junio, mas Renan Ribeiro fez outra boa defesa. Aos 48 minutos, numa falta lateral, Edigar Junio cabeceou e Renan Ribeiro se redimiu da falha do clássico.

FICHA TÉCNICA – ATLÉTICO-PR 0 X 1 ATLÉTICO-MG
Local:
Arena da Baixada, em Curitiba-PR
Data: 31 de agosto de 2011, quarta-feira
Horário: 20h30 (horário de Brasília)
Renda: R$ 139.390,00
Público: 11.823 pagantes
Árbitro: Rodrigo Braghetto (SP)
Assistentes: Vicente Romano Neto e Fábio Rogério Baesteiro (SP)
Cartões Amarelos: Wagner Diniz (CAP); Neto Berola, Pierre e Magno Alves (CAM)

GOLS:
ATLÉTICO-MG: Mancini, aos 24 minutos do segundo tempo

ATLÉTICO-PR: Renan Rocha; Wagner Diniz, Gustavo, Fabrício e Paulinho; Deivid, Kleberson (Rodriguinho), Cléber Santana, Marcinho (Edigar Junio) e Madson (Victor Sandes); Pablo.
Técnico: Renato Gaúcho.

ATLÉTICO-MG: Renan Ribeiro; Mancini, Réver, Leonardo Silva e Richarlyson; Pierre, Fillipe Soutto, Bernard e Daniel Carvalho (Triguinho); Neto Berola (Magno Alves) e André (Guilherme).
Técnico: Cuca.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.