Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Com um a menos e gol no finalzinho, Corinthians vence o Mirassol

Sem Liedson, atacante Willian brilhou e Bruno César garantiu a vitória marcando nos acréscimos

iG São Paulo |

AE
Willian marcou dois gols na vitória do Corinthians
O Corinthians conseguiu o que parecia impossível aos 46 minutos do segundo tempo. Com um a menos e sofrendo o gol de empate do Mirassol aos 44, Bruno César marcou o gol da vitória por 3 a 2 e reabilitou o Corinthians no Paulistão. Foi a partida foi a primeira sem o seu artilheiro Liedson desde a reestreia do atacante, dia 9 de fevereiro, contra o Ituano - foram sete jogos seguidos do atacante, mas com dores no joelho direito, ele foi poupado da partida deste domingo. O que seria um problema a princípio virou esperança de ver surgir no Corinthians mais um artilheiro no clube

Willian, o substituto do camisa 9, foi o destaque da partida que decretou a recuperação no Paulistão após a derrota para a Ponte Preta. Fora de casa, com um a menos ao longo de quase todo o segundo tempo - Jorge Henrique foi expulso (depois ele se desculpou com torcida e companheiros via rede social twitter) - o Corinthians venceu o Mirassol, foi a 28 pontos, e se manteve ao lado dos rivais São Paulo, Santos e Palmeiras na liderança do Estadual.

Na próxima partida, dia 20, o Corinthians enfrenta o Americana em casa. Provavelmente com Liedson de volta. A boa atuação de Willian e a expulsão de Jorge Henrique pode dar nova chance ao herói corintiano na tarde deste domingo.


O jogo
A partida começou quente em Mirassol. Não só pelo calor na cidade da região de São José do Rio Preto, mas pela vontade extra das duas equipes, que abusaram das faltas nos primeiros minutos.

Com a partida valendo muito – já que dois pontos separavam a equipe na tabela – seis faltas foram marcadas nos primeiros seis minutos, duas cometidas pelo Mirassol e quatro pelo Corinthians.

Jorge Henrique, que ganhou moral com Tite pela sua boa disposição na marcação, voltou ao time nesta partida após duas ausências (contra Linense e Ponte Preta) e acabou recebendo um cartão amarelo logo aos cinco minutos por dura falta em Serginho. O ímpeto de marcador datacante acabou ficando caro para o Corinthians no segundo tempo.

nullO time da casa, empolgado pela boa campanha, fez os cinco primeiros minutos pressionando o Corinthians no seu campo. O primeiro lance de perigo foi do time da casa. Esley arriscou chute de fora da área e Júlio César fez boa defesa logo a um minuto de jogo. Logo depois, Diego, lateral-esquerdo do Mirassol, cruzou na área do Corinthians e Morais, que o marcava, levantou o braço e desviou o destino da bola.

O Corinthians se segurou à base das faltas e logo passou a dominar as ações. Aos sete, Dentinho e Moradei fizeram boa tabela pela direita. O atacante lançou o lateral improvisado que cruzou para Willian. O substituto de Liedson dominou bem e ajeitou para chutar forte. O goleiro Fernando Leal fez ótima defesa e a zaga afastou para longe.

O lance empolgou o Corinthians, mas não conseguiu abrir o placar. Em ótima tarde, o goleiro do Mirassol freou o segundo ataque perigoso corintiano. Aos 20, Willian tabelou com Paulinho e deixou o volante na cada do gol. Ele recebeu na medida para finalizar, mas Leal saiu bem e fechou o ângulo de Paulinho. O volante acabou tropeçando e chocando sua cabeça gravemente contra a trave do Mirassol.

Milton Trajano
Jorge Henrique foi expulso no segundo tempo e prejudicou o Corinthians

Paulinho voltou para o jogo, mas logo sentiu-se mal e foi substituído por Ramirez, que entrou em campo já com o Corinthians atrás no placar.

Aos 26, Jorge Henrique perdeu a bola no ataque, Xuxa arrancou no contra-ataque e se desvencilhou bem da marcação de Ralf e Leandro Castán. O meia rolou para Serginho na entrada da área e o atacante acertou um bonito chute, colocado no ângulo esquerdo de Júlio César, sem chances para o goleiro.

Atrás no placar, o Corinthians passou a enfrentar mais dificuldades para entrar na área do Mirassol. O time da casa, em vantagem, passou a não arriscar tanto assim nas ações de ataque, e se fechou bem.

O Corinthians passou a tentar chegar no gol rival nas bolas alçadas na área e a sua melhor chance de empatar aconteceu aos 37 minutos. Dentinho cruzou para Jorge Henrique, que livre no meio da área, cabeceou com perigo, mas por cima do gol.

Sem mudanças para o segundo tempo, fora a troca de Paulinho por Ramirez ocorrida no primeiro tempo, o Corinthians recomeçou o jogo mais ligado que o Mirassol. Disposto a evitar que os minutos se passassem e o Mirassol se mantivesse bem postado atrás, o Corinthians foi para cima desde o primeiro segundo e aos dois mnutos foi recompensado.

Após cobrança de escanteio a bola sobrou para Willian que com um bonito voleio empatou o jogo.

A virada, que poderia vir sem sustos, sofreu um baque logo depois. Jorge Henrique, afoito e violento, fez dura falta no meio campo e recebeu o segundo cartão amarelo. Foi bem expulso.

Recuado, o Corinthians usou as armas que geralmente os pequenos times utilizam quando jogam no Pacaembu. Tentou nos contra-ataques surpreendeu. E aos 20, o iluminado Willian roubou a bola no meio-campo, arrancou, driblou Fernando Leal e tocou para o gol vazio.

O Mirassol passou a atacar, já que tinha um homem a mais em campo. De tanto insistir, conseguiu o empate contando com a sorte: Esley chutou de fora da área, a bola desviiu na zaga e enganou Júlio César. O gol que parecia decretar o empate só foi um engano.

Dois minutos depois, Bruno César recebeu dentro da área e na frente do goleiro Fernando Leal conseguiu o gol da vitória. No banco de reservas, Tite pulou como criança. A vitória valorizou a vontade de seus jogadores em campo.

FICHA TÉCNICA – MIRASSOL 2 x 3 CORINTHIANS
Data:
13 de março de 2011, domingo
Local: Estádio José Maria de Campos Maia, em Mirassol (SP)
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Flávio Rodrigues Guerra
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis e Alberto Poletto Masseira
Renda e público: não disponíveis
Cartões Amarelos: Jorge Henrique (COR)
Catão vermelho: Jorge Henrique (COR)

GOLS: Serginho, aos 26 minutos do 1º tempo. Willian aos 2 minutos e aos 20 do 2º tempo, Esley, aos 44 minutos e Bruno César, aos 46 minutos do 2° tempo

MIRASSOL: Fernando Leal; Fabinho Capixaba, Gustavo Bastos, Luis Henrique e Diego; Otácilio (Reinaldo Alagoano), Jairo, Esley e Xuxa; Serginho e Wellington Amorim (Guilherme). Técnico: Ivan Baitello

CORINTHIANS: Júlio César; Moradei, Wallace, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho (Ramirez), Morais (Danilo) e Jorge Henrique; Dentinho e Willian (Bruno César) Técnico: Tite


 

Leia tudo sobre: corinthiansmirassolcampeonato paulista 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG