Tamanho do texto

Depois de ficar duas vezes atrás no placar, time deixa vitória escapar nos últimos minutos do jogo

null

O Flamengo deixou escapar uma grande vitória neste domingo nos minutos finais. Depois de conseguir uma grande virada e ficar com um jogador a mais, acabou empatando em 3 a 3 com o Bahia , no Estádio Pituaçu, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, perdendo a liderança da competição, enquanto o rival somou seu primeiro ponto em sua volta à Série A depois de sete anos.

iG Flamengo no Twitter: saiba tudo sobre seu time

A animação foi a tônica no Estádio Pituaçu. Bahia e Flamengo entraram em campo dispostos a atacar e os espaços apareciam em profusão. No primeiro tempo, Jobson aproveitou bem as chances que teve em jogadas individuais, deixando Welinton e David em apuros.

Entre para a Torcida Virtual do Bahia e convide seus amigos

Mas a primeira boa chance foi criada por um erro. O goleiro Omar, substituto de Marcelo Lomba, que está emprestado ao Bahia pelo Flamengo, saiu jogando mal e a bola parou nos pés de Ronaldinho Gaúcho, que tocou de primeira para o atacante Wanderley chutar para fora, logo aos oito minutos.

Entre para a Torcida Virtual do Flamengo e convide seus amigos

Um pouco antes dessa jogada, o árbitro Cleber Wellington Abade poderia ter expulsado o volante Helder. Numa dividida com Thiago Neves ele deixou o pé na altura do peito do jogador do Flamengo, levando apenas o cartão amarelo.

Nos erros cometidos, o Bahia acabou se dando bem. Numa cobrança de lateral, Welinton e David bateram cabeça na tentativa de marcar Souza e a bola sobrou para Lulinha, de perna esquerda, abrir o placar, aos 16 minutos de jogo. A situação poderia ter ficado pior para o Flamengo se Abade tivesse marcado pênalti de Rafael Galhardo em Ávine.

O Flamengo reagiu e, pelos pés de Rafael Galhardo surgiram as melhores chances. Numa delas, cruzou da direita e encontrou Ronaldinho gaúcho, que empurrou para o fundo do gol e empatou o jogo, aos 29 minutos.

Jogadores do Flamengo dançam para comemorar gol de Ronaldinho
AE
Jogadores do Flamengo dançam para comemorar gol de Ronaldinho

Depois de brilhar, Ronaldinho acabou dando início ao contra-ataque que resultou em mais um gol. Da intermediária, fez uma jogada completamente equivocada e, numa velocidade impressionante dos jogadores do Bahia, Jobson colocou o time na frente, aos 37.

O Bahia voltou extramamente recuado para o segundo tempo. O lateral-esquerdo Ávine chegou a levar um cartão amarelo por demora na cobrança de um lateral. A resposta do Flamengo foi rápida. Aos nove, Thiago Neves tocou para Wanderley, que deu sorte e viu a bola sobrar para Bottinelli empatar.

O Flamengo continuou dominando o jogo. Luxemburgo tirou Wanderley e colocou Diego Maurício. E foi o atacante que fez a jogada do terceiro do gol. Ele arrancou pela esquerda, levou a bola para a linha de fundo e tocou para Egídio, que disputou o Brasileiro do ano passado pelo Vitória, marcar.

Com a vantagem no placar, o Flamengo ainda contou com a expulsão de Helder para ter o seu trabalho facilitado nos minutos finais do jogo. Mesmo jogando fora de casa, o time chegou a provocar gritos de olé, mas foi castigado no fim. Aos 45, Jobson empatou o jogo e levou a torcida do Bahia à loucura.

FICHA TÉCNICA - BAHIA 3 x 3 FLAMENGO
Local:
Estádio Pituaçu, em Salvador
Data: 29 de maio de 2011
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Cleber Welington Abade (SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Marcelo Van Gasse (ambos de SP)
Cartões amarelos: Ávine, Jobson, Marcone (Bahia), Egídio, Fernando (Flamengo)
Cartão vermelho: Helder (Bahia)

GOLS
Bahia:
Lulinha, aos 16, e Jobson, aos 37 minutos do primeiro tempo e aos 45 do segundo
Flamengo: Ronaldinho Gaúcho, aos 29 minutos do primeiro tempo. Bottinelli, aos nove, e Egídio, aos 27 do segundo

BAHIA: Omar, Gabriel (Marcos), Titi, Thiego e Ávine; Marcone, Fahel, Helder e Lulinha (Maranhão); Souza (Rafael) e Jobson
Técnico: René Simões

Flamengo: Felipe, Rafael Galhardo (Jean), Welinton, David e Egídio; Willians (Fernando), Renato, Bottinelli e Thiago Neves; Ronaldinho e Wanderley (Diego Maurício)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo