Tamanho do texto

Jogo em Ribeirão Preto teve lances polêmicos próximos às linhas de fundo. Times seguem sem vencer no Paulistão

Em jogo com vários testes para os novos árbitros colocados pela Federação Paulista ao lado dos gols, Botafogo-SP e Noroeste empataram por 2 a 2 na noite desta quarta-feira, em Ribeirão Preto, pelo Campeonato Paulista. O time da casa esteve duas vezes à frente do placar, com gols de Rodrigo Soares e Moacir, mas não conseguiu segurar a vantagem e levou o empate do clube de Bauru, primeiro com Ricardinho e depois com Zé Carlos.

O primeiro gol do time de Ribeirão Preto saiu após jogada polêmica, na qual os jogadores do Noroeste pediam impedimento de Rodrigo Soares. Nenhum dos auxiliares de arbitragem marcou nada, e o árbitrio Rodrigo Braghetto validou o gol. O Noroeste, então, teve gol anulado, pois o auxiliar ao lado do gol avisou que a bola havia saído antes de cruzamento de Márcio Gabriel para conclusão de Otacílio Neto, ex-Corinthians.

Com a igualdade, Botafogo e Noroeste chegaram a dois pontos no Campeonato Paulista 2011, ficando na zona intermediária da tabela de classificação. Os dois times seguem sem vencer, já que, na primeira rodada, o time de Ribeirão Preto empatou por 0 a 0 com o Palmeiras, fora de casa, enquanto o centenário clube de Bauru ficou no 2 a 2 contra o Santo André, em casa.

Na próxima rodada, o Botafogo-SP viaja para enfrentar o Americana (antigo Guaratinguetá), no domingo (23), às 19h30 (horário de Brasília). Se o estádio Décio Vitta, em Americana, não for liberado pela Federação Paulista de Futebol até o final de semana, a partida acontecerá em alguma cidade da região. O Noroeste, por sua vez, enfrenta o Corinthians, no Pacaembu, também no domingo, mas às 17h.

O jogo
Aproveitando o fator casa e o calor de Ribeirão Preto, o Botafogo logo se lançou para cima do Noroeste. E não demorou muito para abrir o placar: aos 12 minutos, o volante Rodrigo Soares (ex-Rodrigo Pontes) aproveitou confusão na área e completou de carrinho para o gol. O time da casa seguiu em cima, tentando ampliar na base da jogada aérea, mas diminuiu o ritmo a partir dos 25 minutos. O clube de Bauru, então, partiu para cima, e o empate só não saiu graças a duas boas defesas do goleiro Júlio César, do Botafogo.

No final da primeira metade, o Botafogo perdeu chance incrível de ampliar. Leandro Carvalho fez boa jogada pela direita e cruzou com precisão. Ramón, livre, cabeceou para fora, perdendo gol feito. O castigo quase veio em seguida: o Noroeste marcou o gol de empate com Otacílio Neto, após cruzamento do ala Márcio Gabriel. Porém, o assistente anulou o lance, alegando que a bola havia saído antes do passe. Sob reclamações, o árbitro Rodrigo Braghetto encerrou a etapa inicial, com o Botafogo em vantagem.

No segundo tempo, o Noroeste voltou modificado, com Thiago Marin no lugar do inoperante Vandinho, e melhorou, pressionando o Botafogo. Aos gritos, o técnico Roberto Fonseca pedia para seu time não recuar, mas o clube de Bauru seguia em cima. E a insistência deu certo: aos 11 minutos, Gleidson Souza cruzou com perfeição da esquerda e Ricardinho testou firme para empatar.

O tento sofrido acordou o time de Ribeirão Preto, que voltou a atacar. A boa partida do zagueiro Da Silva, porém, impedia o Botafogo de voltar a ficar na frente do placar. Seguro, o defensor do Noroeste cortava todos os cruzamentos para a área. O jogo ficou aberto, com o time da casa buscando o gol no jogo aéreo, e os visitantes tentando a virada nos contra-ataques.

Acabou brilhando a estrela do técnico Roberto Fonseca. Aos 23 minutos, ele trocou o meio-campista Leandro Carvalho pelo atacante Moacir, que mal entrou em campo e fez 2 a 1 para o Botafogo, após jogada individual. No entanto, pouco depois, Andrezinho derrubou Márcio Gabriel na área: pênalti. Zé Carlos bateu no meio do gol e igualou novamente o placar em Ribeirão Preto. Otacílio Neto, do Noroeste, ainda arrumou tempo para mandar uma bomba na trave, e o goleiro André Luiz defendeu boa falta de Marcinho, do Botafogo, mas o placar ficou mesmo no 2 a 2.

FICHA TÉCNICA - BOTAFOGO-SP 2 x 2 NOROESTE

Local: Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto-SP
Data: 20 de janeiro de 2011, quinta-feira
Horário: 19h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Braghetto
Assistentes: Mário Nogueira da Cruz e Carlos Augusto Nogueira Junior
Cartões amarelos: Rodrigo Soares, Leandro Carvalho, Andrezinho, Moacir (Botafogo-SP); Gleidson Souza, Matheus, Thiago Marin (Noroeste)

GOLS:
BOTAFOGO-SP: Rodrigo Soares, aos 12 minutos do primeiro tempo, e Moacir, aos 23 minutos do segundo tempo
NOROESTE: Ricardinho, aos 11, e Zé Carlos (P), aos 29 minutos do segundo tempo

BOTAFOGO-SP: Júlio César; Dida, Dirceu, Augusto e Andrezinho; Rodrigo Soares, Leandro Carvalho (Moacir), Marcinho e Ramón; Assisinho e Anselmo (André Neles) Técnico: Roberto Fonseca

NOROESTE: André Luís; Márcio Gabriel, Da Silva, Matheus e Gleidson Souza; Francis, Marcelinho (Júlio César) e Ricardinho; Otacílio Neto, Zé Carlos (Aleílson) e Vandinho (Thiago Marin) Técnico: Luciano Dias