Tamanho do texto

Lateral aproveitou a lesão de Guilherme Santos para voltar ao time e vai ser titular nesta quarta

Salvo alguns bons momentos, o lateral-esquerdo Leandro foi bastante criticado pela torcida do Atlético-MG . Tanto que o jogador está no clube desde janeiro do ano passado e jamais foi o dono absoluto da posição. No momento a disputa pela titularidade é com Guilherme Santos , que chegou ao clube em março e fez bons jogos , mas perdeu o lugar depois de se machucar.

Siga o iG Atlético-MG no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Antes de Guilherme, Leandro ficou no banco de reservas para Júnior, Eron , Fernandinho e até mesmo para Richarlyson , que é volante, mas fez uma partida como lateral-esquerdo. Porém, Leandro aproveitou bem a oportunidade que surgiu na primeira rodada do Campeonato Brasileiro e recuperou a posição, tanto que foi titular contra o Avaí e vai ser diante do São Paulo .

Entre para a Torcida Virtual do Atlético-MG e convide seus amigos

A briga por posição não incomoda Leandro, que vê isso como algo natural. Por se tratar de um campeonato longo, o próprio jogador atleticano sabe que não conseguir estar em campo em todas as partidas. “Isso é o futebol, aqui no Brasil que se cria a necessidade da titularidade. Mas é claro todos querem jogar, falar que não fiquei chateado enquanto estive fora do time é mentira. Mas sempre segui trabalhando em prol do grupo, esperando minha oportunidade. Infelizmente ele (Guilherme Santos) se machucou, mas é um jogador que vinha numa crescente. Independentemente de quem for jogar, que ganha é o Atlético-MG. Que fica fora sempre está na torcida e quando tiver oportunidade, o Guilherme vai jogar e vai ir bem”.

Se a disputa por posição dentro do time titular do Atlético-MG é forte , assim também é no Campeonato Brasileiro. O Atlético-MG depende apenas de um empate para retomar a liderança da competição. Apesar das dificuldades esperadas contra o São Paulo, Leandro não quer deixar passar a oportunidade de jogar em casa.

“O Brasileiro é uma competição difícil. Ter um bom início e começar bem é importante, ainda mais brigando pela liderança. Isso nos dá confiança e moral. Nosso objetivo é vencer, respeitando o São Paulo, mas dentro da nossa casa quem tem de mandar é o Atlético”.