Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Com show da dupla Robinho-Ibra, líder Milan vence o Bologna

Vitória sobre o Bologna por 3 a 0 amplia a liderança do Milan na tabela do Italiano. Agora, o time de Ronaldinho, que sequer entrou em campo, tem 36 pontos, 6 a mais que o Napoli

Gazeta Esportiva |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237882560302&_c_=MiGComponente_C

O Milan manteve, neste domingo, sua grande campanha no Campeonato Italiano. A equipe rossonera venceu o Bologna por 3 a 0, com gols do ganês Kevin Prince-Boateng, do brasileiro Robinho e do sueco Zlatan Ibrahimovic e não vacilou na tentativa de manter a folga que tem na liderança do campeonato nacional. Os principais destaques do jogo foram Robinho e Ibra, que mostraram entrosamento e criaram as principais jogadas dos líderes. Ronaldinho Gaúcho sequer foi a campo.

Reuters
Ibrahimovic comemora seu gol, o terceiro do Milan

Jogando bem, a dupla Robinho-Ibrahimovic deu muito trabalho à zaga do Bologna. Na maioria das vezes, com uma inversão de papéis: Ibra passando para Robinho finalizar. O sueco demonstrou muita qualidade no passe, enquanto o brasileiro sempre batia os zagueiros na velocidade. Outro destaque foi o goleiro Abbiati, que fez boas defesas e até pegou um pênalti, apesar de quase ter sofrido um gol em uma falha infantil.

O resultado leva o Milan a 36 pontos em 16 partidas. Com isso, a equipe pode terminar a rodada com até seis pontos de vantagem, dependendo do resultado da partida entre Lazio e Juventus. No mínimo, a equipe de Milão terá três pontos de "gordura". Já o Bologna tem apenas 19 pontos e pode terminar a rodada até na 15ª posição.

O jogo - A partida começou muito movimentada. Logo aos três minutos, o Milan chegou bem no ataque. Depois de confusão na área, envolvendo Boateng e Ibrahimovic, a bola sobrou para Robinho, que tentou a batida e foi travado. Na volta, Pirlo arriscou de longe e mandou por cima, mas a chegada foi boa.

No lance seguinte, foi a vez do Bologna chegar forte. O time da casa avançou pelo meio do campo e Ramírez soltou a pancada. O chute saiu na direção do ângulo, mas Abbiati saltou bem e salvou o Milan de sofrer o primeiro gol.

Aos seis minutos, porém, o Milan foi quem abriu o placar. Ibrahimovic avançou pela esquerda e, com uma precisão impressionante, lançou Boateng entre dois zagueiros. O ganês esticou a perna e, com a ponta da chuteira, só desviou para o gol, fazendo o primeiro do jogo.

Já vencendo, o Milan passou a controlar o jogo. Com isso, as chances passaram a ser menos frequentes. Entretanto, aos 17 minutos, Pirlo tentou mais uma vez de longa distância, mas a bola passou por cima, desta vez com muito perigo.

Aos 34 minutos, o Milan ampliou a vantagem, com Robinho. O brasileiro recebeu em velocidade de Ibrahimovic e avançou, disputando com o zagueiro. Mesmo sendo puxado, se manteve em pé e finalizou com precisão, deixando o Milan com dois gols de vantagem.

No lance seguinte, Robinho enfiou linda bola para Ibrahimovic, que bateu firme, mas o zagueiro defendeu com as pernas, evitando o terceiro gol por muito pouco.

Aos 46, a dupla Robinho-Ibrahimovic voltou a atacar. O "garçom" Ibra lançou, de três dedos, o brasileiro, que tentou bater e viu o goleiro defender. Na volta, Zambrotta arriscou o chute e acertou a trave, no último lance do primeiro tempo.

O segundo tempo começou da mesma maneira que o primeiro, com o Milan indo ao ataque. Com cinco minutos, Robinho, Ibrahimovic e Pirlo já tinham tido chances de gols, sem sucesso. O italiano finalizou pela linha de fundo, enquanto os atacantes pararam no goleiro Viviano.

O Bologna quase diminuiu a vantagem aos 10 minutos. Para evitar um escanteio, o arqueiro do Milan, Abbiati, saiu do gol e pegou a bola com os pés. Ao tentar sair jogando, perdeu o controle da bola e ela sobrou para Ramírez, que bateu para o gol, sem goleiro, mas mandou na rede pelo lado de fora.

Foi aí, porém, que o show de Ibrahimovic voltou. Aos 15 minutos, Pirlo enfiou para o sueco, que matou no peito já virando para dentro da área. Cara a cara com o goleiro, ele só teve o trabalho para tocar com a parte de dentro do pé para balançar as redes: 3 a 0.

A partir daí, o Milan parou de forçar e passou a só controlar a partida, enquanto o Bologna tentava chegar ao ataque, mas não conseguia passar a defesa dos rossoneri, que arriscavam alguns contragolpes.

Já aos 32 minutos do segundo tempo, depois de uma confusão na área, Di Vaio ficou com a bola e tentou se livrar de Seedorf, que o tocou. O atacante caiu e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, o próprio Di Vaio cobrou à meia altura e Abbiati foi muito bem na bola e defendeu a penalidade.

Leia tudo sobre: futebol internacionalitaliano 2010itália

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG