Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Com Serginho, Atlético-MG tem seu quarto lateral em quatro jogos

Ninguém tem se firmado com a camisa 2 do Atlético-MG, que está sem dono desde o começo da temporada 2008

Victor Martins, iG Belo Horizonte* |

A camisa 2 do Atlético-MG tem sido um pesadelo para os torcedores nos últimos anos. Desde que Coelho deixou o clube, na temporada 2008, ninguém se acertou por ali. Vários nomes passaram por ali, inclusive Mariano, campeão brasileiro com o Fluminense em 2010. Até mesmo o próprio Coelho foi tentado por ali, mas sem muito sucesso. E 2011 não tem sido nada diferente. Na quarta rodada do Estadual o técnico Doriva Júnior vai usar o quarto jogador diferente na lateral.

Criticado em 2010, Rafael Cruz abriu o ano como o dono da camisa 2. Mas ele ficou apenas 45 minutos com ela. Substituído no intervalo da partida de estreia, contra o Funorte, o jogador está até hoje no departamento médico, por conta de um estiramento na coxa direita.

Depois foi a vez de Patric tentar se firmar como o camisa 2 do Atlético-MG. Mas assim como o antecessor, ele ficou somente 45 minutos na goleada por 4 a 1 sobre o Tupi. Ele deixou o jogo por conta de uma torção no tornozelo direito. Quando voltou a treinar, dois dias antes do clássico, sofreu um estiramento na coxa direita e está no departamento médico.

No clássico a camisa 2 ficou com Jackson, que atuou durante os 90 minutos. Meia de origem, ele foi improvisado por Dorival Júnior e ganhou elogios do treinador, mas não foi o suficiente para permanecer como titular da equipe.

“Tivemos uma necessidade grande naquele momento e arriscamos com o Jackson, que não tinha nem treinado naquela posição. Felizmente ele foi muito bem”.

Agora é a vez de Serginho ser o camisa 2 do Atlético-MG. Titular nas três primeiras partidas do Estadual, mas sempre com a camisa 7, agora ele vai experimente tudo novo. No entanto o jogador se mostra preparado e confiante para atuar improvisado como lateral-direito.

“Nunca falei que não jogo na lateral. O que eu disse foi que me destaquei como volante. Sou funcionário do Atlético. Onde quiserem me colocar, vou jogar. Quero ajudar a equipe, seja como lateral ou volante. Vou trabalhar ao máximo para corresponder ao que o professor pedir”, disse Serginho.

Leia tudo sobre: Atlético-MGCampeonato Mineiro 2011Serginho

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG