Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Com salário de R$ 720 mil, Thiago Neves é do Fluminense

Patrocinador do clube paga R$ 17 milhões ao Al-Hilal e meia acerta por três anos. Meia Marquinho vai para a Roma

Renan Rodrigues e Vicente Seda, iG Esporte |

Gazeta Press
Thiago Neves, com a camisa do Flu, contra o Flamengo, clube que defenderia em 2011
O Fluminense venceu a concorrência contra o arquirrival Flamengo nesta sexta-feira e vai anunciar a contratação do meia Thiago Neves. Segundo o iG apurou, o responsável pelo desfecho da negociação foi o empresário Celso Barros, dono da Unimed, patrocinadora do clube.

Thiago Neves, que se reuniu com Barros nesta sexta, acertou salário de R$ 720 mil mensais nas Laranjeiras. Já o Al Hilal, da Arábia Saudita, clube que detinha os direitos do jogador, vai receber R$ 17 milhões. A forma de pagamento não foi divulgada, mas é provável que o time carioca parcele o valor. Com isso, Thiago Neves assina contrato de três anos.

O jogador estava no Flamengo, clube que negociava com os árabes sua permanência. Graças ao patrocinador, no entanto, o Fluminense, clube no qual Thiago Neves já brilhou, levou vantagem.

Parceria com BMG falha
Apesar de ser o favorito do empresário Léo Rabello, que representa Thiago Neves, o Flamengo não conseguiu convencer o banco BMG, que estampa a marca nas mangas do uniforme da equipe, a pagar a primeira parcela do depósito ao Al Hilal.

Apesar de ter apresentado as garantias bancárias, sem o pagamento de R$ 6,8 milhões, o clube árabe decidiu aceitar a proposta do time das Laranjeiras. Na Gávea, os dirigentes seguem confiantes de que ainda podem acertar com o jogador e buscam outro banco para arcar com a primeira parcela do pagamento.

O agente de Thiago Neves não confirma a informação e insiste que apenas o Flamengo negocia com a equipe árabe. "Eu falei com Thiago Neves por telefone e ele me garantiu que não negociou com ninguém do Fluminense. Eu acredito na palavra do jogador", declarou Léo Rabello.

Um dos principais financiadores da campanha de Patrícia Amorim à presidência do Flamengo, Léo Rabello era o principal trunfo do time da Gávea para manter o jogador. Bastante ligado ao departamento de futebol do Fla, Rabello pode exigir uma multa do meia, caso o acerto com o Flu tenha sido intermediado por outro agente.

Marquinho deixa o Flu
Com a chegada do reforço, a diretoria do Flu resolveu liberar o meia Marquinho para a Roma. O clube italiano já havia tido uma proposta recusada pelos cariocas, mas agora vai acertar com Marquinho um empréstimo por seis meses - com preço pré-fixado em caso de negociação definitiva.

Festa de aniversário do 'mecenas'
Também nesta sexta-feira, o empresário Celso Barros promove no Rio de Janeiro uma festa para comemorar seu aniversário. Por conta dos festejos, o presidente do clube carioca, Peter Siemsen, o diretor-executivo, Rodrigo Caetano, e o técnico Abel Braga deixaram Mangaratiba, onde o time está concentrado, para comparecer ao evento.

Entre para a Torcida Virtual do Fluminense e comente a contratação de Thiago Neves  

Leia tudo sobre: FluminenseThiago NevesFlamengomercado da bola

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG