Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Com respaldo de Rodrigo Souto, Carpegiani se diz seguro no clube

Treinador comentou uma possível demissão e ganhou apoio do volante são-paulino e também do técnico do Botafogo

Mário André Monteiro, iG São Paulo |

A derrota para o Botafogo na noite desta quarta-feira, em pleno estádio do Morumbi, deixou a situação de Paulo César Carpegiani complicada no São Paulo . Apesar da pressão dos torcedores, que o chamaram de "burro" no intervalo e logo após o duelo contra os cariocas, o comandante tricolor disse estar bastante seguro com seu trabalho na equipe paulista.

Siga o iG São Paulo no Twitter

"Sobre a demissão eu não saberia te responder, quem tem que responder é a direção. Estou sempre seguro do que eu faço. Se eu tenho ou não tenho condições materiais, sempre estou seguro e passo isso para os meus jogadores", disse o técnico, bastante abatido depois do revés em casa.

Entre para a Torcida Virtual do São Paulo e convide seus amigos

Carpegiani não se mostrou preocupado com especulações sobre sua saída do time e lamentou o fato de não poder repetir a equipe nas partidas por conta de lesões, suspensões e até mesmo pela seleção brasileira. A principal já tirou Lucas da equipe, e a partir da próxima segunda-feira, quatro jogadores se apresentam ao time sub 20: Casemiro, Bruno Uvini, Henrique e Willian José.

"Eu não me preocupo com o que vem de fora. Sei o que eu posso e temos encontrado um pouco de dificuldade na montagem da equipe. Muito jogador machucado, na seleção. Não tenho repetição. E mesmo com toda dificuldade estamos bem na tabela. O que preocupa é todo o time. Estamos olhando lá na frente em termos de equipe, de elenco, de conseguir os resultados e ir em frente", avisou.

Gazeta Press
Carpegiani orienta o seu time no Morumbi
O volante Rodrigo Souto acredita que Carpegiani vai seguir no comando do São Paulo e ainda apoiou o treinador. "Pressão sempre tem quando se joga num time grande. É natural. O Carpegiani está tranquilo, não passa nenhum desespero. Nós vamos apoiar ele sempre", disse o camisa 18, que voltou à equipe após cumprir suspensão.

Até o treinador Caio Júnior, do algoz desta quarta-feira, defendeu a permanência de Carpegiani no comando tricolor. "Gostaria que isso não acontecesse (a demissão), sinceramente. São duas derrotas, mas o time venceu cinco jogos e está em boa colocação. Toda equipe grande, equipe que chega para disputar o título, passa por momentos difíceis. Saber administrar isso é fundamental, ter essa importante parceria do treinador com a diretoria. Isso faz a equipe brigar lá na frente", avaliou.

Com duas derrotas seguidas, o trabalho de Carpegiani no São Paulo volta a ser contestado, assim como ocorreu após a eliminação da Copa do Brasil. Além de ser xingado pela torcida no Morumbi, o meia Rivaldo também mostrou insatisfação com o treinador , que o colocou na partida com o placar já em 2 a 0 para o Botafogo. O nome de Cuca, que deixou o Cruzeiro recentemente, já é ventilado nos bastidores do clube.

Leia tudo sobre: São PauloBrasileirão 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG