Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Com Rafael inspirado, Santos segura pressão e garante vaga na Libertadores

América deu sufoco no time brasileiro no México, mas equipe de Muricy está nas quartas da Libertadores

Samir Carvalho, iG Santos |

Em uma noite inspirada do goleiro Rafael, que salvou o time com várias defesas, o Santos sofreu pressão do América, do México, nesta terça-feira, em Querétaro, mas segurou o empate sem gols e conquistou a vaga para as quartas de final da Copa Libertadores da América, já que venceu o primeiro jogo por 1 a 0 na Vila Belmiro.

A equipe santista enfrentará o vencedor de Cruzeiro e Once Caldas, da Colômbia, que jogam nesta quarta-feira, na Arena do Jacaré, em Minas Gerais. No jogo de ida, o time mineiro venceu por 2 a 1.

O Santos entrou em campo sem a presença de Elano, que sofreu um edema muscular na coxa esquerda e sequer viajou para o México. Na vaga do camisa 8, Muricy Ramalho escalou Adriano e repetiu a escalação que venceu o Cerro Porteño por 2 a 1, no Paraguai, em partida válida pela fase de grupos da Libertadores.

A partida também marcou o aniversário do volante Rosinei, que completou 28 anos nesta terça-feira. O brasileiro foi revelado pelo Corinthians e pretende se naturalizar mexicano para disputar a Copa do Mundo de 2014, no Brasil, defendendo a seleção do México.

Após enfrentar o América, do México, o Santos jogará o clássico contra o Corinthians no próximo domingo, às 16h (de Brasília), no estádio do Pacaembu, pelo jogo de ida da final do Campeonato Paulista.

AP
Rafael faz defesa em Querétaro: camisa 1 foi o santista que mais se destacou no México

O jogo
O Santos iniciou a partida levando uma pressão do América, do México, que tinha mais posse de bola. Aos cinco minutos, os mexicanos quase abriram o marcador. Montenegro cobra falta da intermediária para Valenzuela, que quase alcançou a bola na segunda trave, enquanto Rafael ficou só olhando.

A equipe santista deu o primeiro chute a gol aos 13 minutos. Após Zé Eduardo sofrer falta do lado direita da entrada da área, Paulo Henrique Ganso cobrou para tranquila defesa do goleiro Ochoa. O Santos não conseguia construir as jogadas de ataque e o América assustava nas bolas paradas.

Montenegro, desta vez, em cobrança de escanteio, cruzou na cabeça de Mosquera, que acertou a trave, a bola ainda bateu em Rafael e sobrou para o atacante Vuoso, que finalizou para fora quase embaixo do gol. O América diminuiu o ritmo, mas voltou a atacar aos 31 minutos. Montenegro recebeu a bola dentro da linha e cruzou rasteiro da linha de fundo, a bola passou por Rafael, mas Sanchez chegou atrasado e não alcançou a bola.

O Santos voltou melhor para a segunda etapa. Aos quatro minutos, o meia Paulo Henrique Ganso cobrou uma falta com perfeição da entrada área, a bola fez uma curva por fora da barreira e bateu na trave. O primeiro tempo não teve nenhum cartão amarelo, mas o jogo esquentou na segunda etapa.

Sanchez e Léo se desentenderam e o atacante mexicano deu um chute forte no lateral santista. Na sequência, Neymar recebe empurrão de Reys e os jogadores do América iniciam uma confusão com os jogadores do Santos. Rosinei acalma os companheiros e Reys recebe cartão amarelo. Preocupado em sofrer o gol, Muricy coloca Bruno Aguiar na vaga de Zé Eduardo.

O América melhorou na partida e quase abriu o marcador. Aos 19 minutos, Reys chuta forte de fora da área e obriga Rafael a fazer uma grande defesa. No entanto, o Santos perdeu uma grande chance aos 23 minutos. Jonathan cobrou a falta e Edu Dracena perdeu o gol na pequena área, sem o goleiro Ochoa, que já estava sem ação na jogada.

Porém, o América iniciou uma grande pressão. Aos 25 minutos, Esqueda cabeceia a ‘queima a roupa’ e Rafael faz uma espetacular defesa, espalmando para escanteio. Aos 31 minutos, Rafael defendeu mais um chute forte de Reyna, que arriscou de fora da área. Aos 32 minutos, Reyna chuta cruzado e Rafael faz outra grande defesa.Com as defesas de Rafael, o Santos segurou o empate e conquistou a classificação.

FICHA TÉCNICA - AMÉRICA-MEX 0 X 0 SANTOS

Estádio: Corregidora, Querétaro (MEX)
Data/hora: 3/5/2011 - 22h45 (de Brasília)
Árbitro: Carlos Vera (EQU)
Auxiliares: Luis Alvarado (EQU) e Marco Muzo (QUE).
Cartões amarelos: Sanchez, Valenzuela e Reys (América)

AMÉRICA-MEX: Ochoa, Valenzuela, Treviño, Mosquera, Rojas, Reyes; Rosinei, Pardo (Reyna), Montenegro (Gallardo); Vuoso e Sánchez (Esqueda). Técnico: Carlos Reynoso.

SANTOS: Rafael, Jonathan, Edu Dracena (Alex Sandro), Durval, Léo; Arouca (Possebon), Danilo, Adriano e Paulo Henrique Ganso; Zé Eduardo (Bruno Aguiar) e Neymar. Técnico: Muricy Ramalho.

Milton Trajano
O técnico Muricy tem muito a agradecer ao goleiro Rafael pela vaga conquistada no México

Leia tudo sobre: santosméxicocopa libertadores 2011rafaelmuricy

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG