Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Com queda de rendimento, 'He-man' vai perdendo status no Flu

Atacante foi titular em cinco jogos e fez dois gols até agora, contra 10 partidas e sete gols em 2011

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

Photocamera
Em comparação com 2011, Rafael Moura jogou metade das partidas como titular neste ano
Durante boa parte da última temporada, o melhor centroavante do Fluminense para a torcida não era o ídolo Fred. Apesar das convocações à seleção brasileira e do salário milionário, era Rafael Moura quem vivia melhor fase e muitas vezes garantia a vitória do time carioca na Libertadores, onde foi artilheiro da equipe com quatro gols, e no Campeonato Brasileiro, quando marcou 11 e compensou a má fase inicial do companheiro, que deslanchou no segundo turno.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Segundo reserva mais utilizado da equipe no Brasileirão de 2011, tendo entrado em 11 partidas, Rafael Moura era praticamente o 12º jogador do Fluminense e gozava de prestígio com a torcida e comissão técnica. Nesta temporada, porém, os números caíram e o jogador já não é mais unanimidade, ao menos na arquibancada, como em outros momentos.

Leia mais: 'Sobrevivente' em dispensas, Araújo comemora nova chance no Flu

Enquanto em 2011, até o dia 22 de março, Rafael Moura havia sido titular em 10 partidas e anotado sete gols, nesta temporada ele começou jogando apenas em cinco oportunidades no mesmo período. O número de gols naturalmente também caiu, foram dois. Na última rodada da Taça Rio, na derrota de 3 a 1 para o Macaé, o atacante foi um dos mais xingados pela torcida do Fluminense após perder algumas oportunidades.

Veja mais: Thiago Neves volta a treinar, e Araújo é testado entre titulares

Um dos motivos pela menor frequência no time titular está no esquema tático. Na última temporada, Muricy Ramalho e Abel Braga usaram dois centroavantes em vários momentos da equipe, mas neste ano a opção tem sido pouco utilizada no Fluminense, que agora aposta na velocidade de Wellington Nem e Thiago Neves pelas pontas. Motivo para insatisfação? Para o zagueiro Leandro Euzébio, 'He-man' não parece desmotivado ou irritado no clube.

Veja também: Sem atuar em 2012, Gum pode deixar o Fluminense, diz empresário

"É só verem ele no treino. Está sempre treinando forte, se dedicando. Acho que se um jogador está infeliz, nem dá valor para a atividade, não dá valor para nada. Mas ele está sempre empenhado, ajudando. No jogo passado pela Libertadores ele falou coisas importantes para o grupo. Não acredito que ele está infeliz, todo mundo aqui tem o objetivo ser campeão da Libertadores", disse.

Leia mais: Diego Cavalieri minimiza momento pessoal e descarta acomodação

Em abril de 2011, após a saída do técnico Muricy Ramalho e a chegada do interino Enderson Moreira, o atacante já havia se mostrado insatisfeito com a reserva. A chegada de Abel Braga acalmou a polêmica com o jogador, que foi sondado por outras equipes no começo desta temporada e tem contrato até o início de 2014.

Ajude o time do Fluminense a subir no ranking da Torcida Virtual

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG