Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Com peso do favoritismo e de jogo do ano, Palmeiras recebe Atlético-MG pela Sul-Americana

Time paulista precisa da classificação para não ver ano de 2010 ser jogado no lixo; mineiros fazem mistério sobre escalação

Danilo Lavieri, iG São Paulo |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237861630573&_c_=MiGComponente_C

Com o peso de um ano inteiro nas costas, o Palmeiras entra em campo nesta quarta-feira para encarar o Atlético-MG. Com chances minúsculas de conseguir uma vaga no G4 do Brasileirão, o time paulista precisa da classificação de qualquer forma para a semifinal da Copa Sul-Americana para que 2010 não torne-se mais um ano a ser jogado no lixo.

Com o Pacaembu lotado, Felipão deve ter força máxima para o jogo. Valdivia, que ficou em tratamento intensivo para resolver seu problema na coxa esquerda, participou de atividades normalmente nos treinos de terça-feira e deve ser titular, apesar do mistério. Maurício Ramos e Vitor também serão opções para o treinador.

Além disso, o time vem descansado. Poupados do jogo contra o Guarani no domingo, alguns jogadores essenciais como Marcos Assunção e Kleber sabem da responsabilidade que o duelo tem.

"Estamos descansados, foi muito bom ficar fora da rodada do final de semana. Estamos frescos, não podemos dar desculpas na quarta-feira", disse Marcos Assunção.

"Quando cheguei no Palmeiras, eu sempre disse que a competição que a gente ia fazer de tudo era a Sul-Americana. Já estava no meio da tabela do Brasileiro, tinha times que estavam voando. Então, desde o começo, é a competição que precisamos ganhar de qualquer jeito. Depois de um ano difícil, cada jogador precisa pensar nisso. É algo que vale muito, é um título internacional, é uma visibilidade grande, é mais importante, até, do que a Copa do Brasil", completou Kleber.

Do outro lado, pensando só em não cair no Brasileiro, Dorival Junior também faz mistério. Sua escalação provável é contar com dez reservas, apenas com Renan Ribeiro como titular. Mas, ao relacionar o grupo que viaja para São Paulo, o treinador incluiu vários titulares e deixou os adversários paulistas com uma dúvida.

"Não existe reserva ou titular, será o Atlético-MG que estará em campo. Vamos dar o nosso melhor", afirmou Neto Berola, que deve começar jogando no ataque.

O empate por 0 a 0 basta para que o Palmeiras se classifique. O resultado de 1 a 1 no primeiro jogo polêmico e marcado por erros da arbitragem deu essa pequena vantagem aos palmeirenses. Ao Atlético, resta a vitória ou o empate desde que marque mais do que dois gols.

FICHA TÉCNICA: PALMEIRAS x ATLÉTICO-MG

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 10 de novembro de 2010, quarta-feira
Horário: 22h (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Brasil)
Assistentes: Altemir Hausmann e Dibert Pedrosa (ambos brasileiros)

PALMEIRAS: Deola; Márcio Araújo, Danilo, Maurício Ramos (Fabrício) e Gabriel Silva; Edinho, Marcos Assunção, Tinga e Valdivia; Kleber e Luan
Técnico: Luiz Felipe Scolari

ATLÉTICO-MG: Renan Ribeiro; Jairo Campos, Cáceres e Lima; Diego Macedo, Alê, Fabiano, Edison Mendez e Fernandinho; Neto Berola e Ricardo Bueno
Técnico: Dorival Junior

Leia tudo sobre: atlético-mgcopa sul-americanafutebolpalmeiras

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG