Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Com pênalti no fim, Vélez breca reação do Santa Fé e vai para semifinal

Time argentino aguarda definição de adversário na semifinal, etapa que conta também com o Vasco

Gazeta |

Em jogo de dois tempos completamente distintos, o Independiente Santa Fé até reagiu e empatou após estar perdendo por 2 a 0, mas não sucumbiu à pressão do Vélez Sarsfield em Buenos Aires e foi derrotado por 3 a 2. Após sair na frente com dois gols de Guille Franco, os anfitriões viram o rival voltar com um futebol vistoso no segundo tempo e conseguir o empate com Copete e Vargas. Porém Martínez, aos 45 do segundo tempo, bateu pênalti que selou a classificação. 

Como o primeiro jogo havia terminado em 1 a 1, o time da casa passou às semifinais, na qual enfrentará, a princípio, o vencedor de LDU e Libertad. Na primeira partida, os equatorianos venceram por 1 a 0. O segundo jogo será realizado no dia 17.

Porém, se na outra chave das quartas de final o Arsenal de Sarandí, também da Argentina, conseguir eliminar o Universidad de Chile, o Vélez terá de enfrentar os conterrâneos.

Já classificado para as semifinais, o Vasco também aguarda tal definição.

O Jogo
O Vélez começou com tudo a partida, abrindo o placar logo aos sete minutos de bola rolando. Em trama construída de pé em pé, Ramírez recebeu na área e, de perna direita, encheu a bomba na saída do goleiro. A redonda explodiu no travessão e sobrou para Franco, esbanjando oportunismo, cabecear para o gol vazio.

Melhor em campo, os argentinos seguiram mantendo a posse de bola e ameaçando os colombianos. E, aos 19 minutos, a vantagem foi ampliada. Outro belo toque de bola do ataque, Martínez recebeu na entrada da área e, de calcanhar, deixou Franco livre para, dessa vez com o pé, vencer o goleiro Vargas.

Até o final da primeira etapa, parecia um show do time de branco. Passes rápidos e dribles curtos, com direito a grito de 'olé' dos torcedores presentes ao estádio José Amalfitani. A vantagem, no entanto, não foi ampliada, o que os anfitriões lamentariam na sequência.

Com um minuto de bola rolando no segundo tempo, os colombianos mostraram outro ritmo. Copete recebeu na frente e chutou cruzado, batendo Barovero e dando novo ânimo aos visitantes. Mais vibrante, o Santa Fé passou a pressionar e segurou a posse de bola no ataque, levando, finalmente, perigo ao adversário.

Depois da melhora, veio o empate. Copete foi lançado, limpou Barovero e foi derrubado. Pênalti marcado e convertido por Vargas, que viveu sua redenção: argentino de nascimento, o meia perdeu o avô em acidente automobilístico, quando o mesmo ia com o restante de sua família a Buenos Aires para assistir à partida.

Depois da reação, muita tensão tomou conta do estádio. Ansiosos para fazer um gol, os donos da casa reclamavam a cada trombada na grande área, enquanto os visitantes se seguravam a duras penas. Mas, aos 43 minutos, o chileno Enrique Osses sucumbiu à pressão e marcou pênalti sobre Fernandéz após disputa de bola na entrada da área.

Martinez, que era dúvida até momentos antes do jogo, foi para a bola e, com categoria, bateu rasteiro, no canto, fazendo o 3 a 2 e selando a sofrida classificação dos portenhos.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG