Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Com passado de dificuldades, Lorran joga seu futuro no Flamengo

Nome da revelação rubro-negra é homenagem ao francês Lucien Laurent, autor do primeiro gol das Copas

Thales Soares, iG Rio de Janeiro |

O ex-jogador Teté comemorou no dia 10 de janeiro de 1993 o nascimento do filho com Divina, que escolheu para o guri o nome Michel. Mas o pai não se deu por satisfeito e decidiu homenagear o autor do primeiro gol em copas do mundo, o francês Lucien Laurent. O resultado não saiu como esperado.

Para o jovem Lorran, de 18 anos, o importante é o momento que vive no Flamengo. Ele está prestes a ver se tornar realidade o sonho de jogar pelo time profissional do Rubro-Negro.

De Barra do Garças, no Mato Grosso, Lorran precisou superar uma série de dificuldades. Até mesmo esconder dos pais as dificuldades que passou em seus primeiros anos no Rio foi preciso. Agora, com contrato até 2012 com o Flamengo e a carreira administrada pela Traffic, ele espera realizar sonho de dar uma melhor condição de vida para sua família. A primeira chance deve vir domingo, quando o Flamengo enfrenta o Madureira, às 16h, em Macaé, pela quinta rodada da Taça Rio.

“Se eu contasse para eles que precisava pedir dinheiro emprestado para os meus amigos, aceitar ajuda de um monte de gente, teria que voltar para casa. Nessas horas, passa muita coisa na minha cabeça. Falo com minha mãe pelo telefone e a gente chora muito. Ela está comigo aqui no Rio e meu pai está em Barra do Garças, mas tenho certeza que vai querer assistir ao jogo”, comentou o garoto, campeão da Copa São Paulo de Juniores e convocado para a seleção sub-18, que disputará um torneio em Barcelona.

null

Lorran fez nesta quinta-feira seu primeiro coletivo com o time principal. Fã de Ibson, tanto que usava a camisa 7 nas categorias de base, ele realizou mais um sonho ao trocar passes com Ronaldinho Gaúcho, Thiago Neves e Leonardo Moura. Com conselhos do craque e o apoio do técnico Vanderlei Luxemburgo espera se firmar no elenco.

“Essa é uma oportunidade única para mim. Não sei se vou começar jogando, mas, se acontecer, vou dar o máximo. Eu me sinto um privilegiado por poder treinar ao lado de grandes jogadores. Nem estou acreditando ainda”, comentou Lorran, que veio para o Rio em 2006, quando foi levado para o Fluminense, morando em Xerém até ser dispensado no ano seguinte.

Consciente de que abdicou de muitas coisas na sua vida para chegar a esse momento, Lorran não lamenta. Pelo contrário, ele se orgulha de começar a ajudar a sua família a ter uma vida melhor e pensa no futuro. Depois de morar em vários bairros da cidade e até em Bacaxá, conseguiu se instalar na Barra da Tijuca.

“Sei que perdi minha infância, mas isso eu recupero lá na frente. Quero é poder dar uma vida melhor para os meus filhos para que eles não passem por tudo o que eu passei. Aprendi que o que vem fácil, vai fácil”, afirmou o garoto, aconselhado por Ronaldinho Gaúcho ao fim do treinamento.
 

Leia tudo sobre: FlamengoCampeonato Carioca 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG