decisão - Futebol - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Com objetivos opostos, Vila Nova e Sport amargam empate em decisão

Marcelinho Paraíba abriu o placar para o Sport, Max Pardalzinho empatou e Max, goleiro do Vila, brilhou na igualdade no Serra Dourada

Gazeta Esportiva |

Precisando da vitória para se afastar da zona perigosa, o Vila Nova empatou por 1 a 1 com o Sport, que queria vencer para se aproximar e continuar perseguindo os times do G4. Apesar de terem travado duelo emocionante, as duas equipes deixaram o Serra Dourada com a sensação de que poderiam ter feito mais.

Os gols foram anotados por jogadores queridos pela torcida, em lances parecidos. Aos 35 minutos do primeiro tempo, Marcelinho Paraíba abriu o placar para o Sport com um chute de fora da área. Aos sete da segunda etapa, Max Pardalzinho deixou tudo igual utilizando a mesma arma. Depois, as duas equipes continuaram assustando. O Sport teve as melhores chances, mas parou nas mãos do inspirado goleiro Max.

Nas três últimas rodadas, o Vila Nova encara Bragantino (fora), Náutico (fora) e São Caetano (em casa). Já o Sport terá pela frente as seguintes equipes: Santo André (em casa), América-MG (fora) e Portuguesa (em casa).

O jogo
O ritmo da partida evidenciava a importância que uma vitória teria para as duas equipes. Aos 23 minutos, o meio-campo Davi Ceará arriscou chute de pé esquerdo e a bola passou perto da trave defendida por Magrão. A resposta veio em cobrança de falta de Marcelinho Paraíba, que Max defendeu.

Quando o cronômetro marcava 35 minutos da etapa inicial, Marcelinho arriscou mais um chute - dessa vez com a bola rolando - e não deu chances para Max, abrindo o placar para os visitantes. O empate quase veio dez minutos mais tarde, quando Jorge Henrique chutou de longe e viu Magrão fazer bela defesa.

No intervalo, o técnico Ademir Fonseca tirou Eberson e resolveu apostar em seu talismã: Max Pardalzinho, um dos atletas mais queridos pela torcida colorada. Veloz e ousado, o camisa 17 precisou de pouco tempo para justificar a fama e deixou tudo igual logo aos sete minutos, com um lindo chute de fora da área.

Com sua equipe acuada, Geninho resolveu agir e colocou o baixinho Élton na vaga do apagado Ciro. Pouco depois, com 21 minutos, o lance mais espetacular da partida: Marcelinho Paraíba arriscou de longe e acertou a trave; sozinho, Wilson ficou com a sobra e chutou rasteiro para grande defesa de Max, que ainda contou com a sorte, já que a bola bateu na trave mais uma vez.

O Vila trocou Davi Ceará por Thyago Fernandes, mas o Sport já controlado os ânimos dos donos da casa e dominava a partida graças à boa atuação de Marcelinho, seu camisa 10, que voltou a assustar aos 29 minutos, em chute cruzado que Max defendeu.

Aos 32, Ademir Fonseca fez sua última mudança e colocou Júnior no lugar de Jorge Henrique. Pouco depois, aparentemente cansado, Marcelinho Paraíba deu seu lugar a Eliandro. Pouco depois, Zé Antônio saiu para a entrada de Fabrício.

Mesmo com a saída de seu melhor jogador, o Sport continuou chegando com perigo e teve mais duas chances incríveis para marcar o gol da vitória. Aos 40, Eliandro recebeu na cara de Max e não conseguiu pegar em cheio na bola, que passou pelo goleiro mas ficou com a defesa. Aos 44, Élton recebeu na esquerda da pequena área e bateu forte, mas Max fez outra defesa salvadora e decidiu o resultado.

FICHA TÉCNICA
VILA NOVA 1 x 1 SPORT

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data: 9 de novembro de 2010, terça-feira
Horário: 19h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Paulo César Oliveira (Fifa/SP)
Assistentes: Giovani César Canzian e Alex Alexandrino (ambos de SP)
Cartões Amarelos: Max Pardalzinho e Roni (Vila Nova); Tobi, Montoya, Zé Antônio e Romerito (Sport)

Gols: SPORT: Marcelinho Paraíba, aos 35 minutos do primeiro tempo; VILA NOVA: Max Pardalzinho, aos sete minutos do segundo tempo.

VILA NOVA: Max; Ivan, Eder Lima, Leandrão e Jorge Henrique (Júnior); Adilson, Eberson (Max Pardalzinho), Davi Ceará (Thyago Fernandes) e David; Bruno Lopes e Roni
Técnico: Ademir Fonseca

SPORT: Magrão; Tobi, André Leone e Montoya; Renato, Zé Antônio (Fabrício), Romerito, Marcelinho Paraíba (Eliandro) e Dutra; Ciro (Élton) e Wilson
Técnico: Geninho

Leia tudo sobre: sportsérie bvila nova

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG