Na disputa do título paulista contra o Corinthians, treinador aposta no apoio dos santistas na Vila Belmiro

Depois do empate por 0 a 0 com o Corinthians no jogo ida da final do Campeonato Paulista, o Santos chega à decisão estadual sem qualquer vantagem no placar. Pior: enquanto o rival terá a semana toda apenas para descanso e treinos, o time comandado por Muricy Ramalho terá de viajar até a Colômbia, onde enfrenta, na quarta-feira, o Once Caldas pela Copa Libertadores.

Com esse cenário, o treinador faz questão de valorizar ao máximo o único aspecto claramente favorável ao seu time para a segunda partida da decisão: o fator casa. “A gente tem que se apegar a alguma coisa além do nosso futebol. É o nosso campo, a nossa torcida. Precisamos de apoio. Estamos em um momento complicado da parte física e a torcida no domingo vai ser fundamental”, afirmou Muricy após o jogo de domingo no Pacaembu.

A promessa para o jogo do próximo domingo é de lotação máxima na Vila Belmiro, com a presença de 18 mil torcedores, sendo 95% deles santistas. Mas apesar da maioria nas arquibancadas, Muricy sabe que a conquista do título não será fácil diante de um adversário mais descansado.

“É sempre importante decidir em casa, mas não é nenhuma garantia, porque é um clássico. O Corinthians também é forte fora de casa, assim como aqui [no Pacaembu] eu acho que as chances mais claras de gol foram nossas. Então acho que a Vila é importante, mas a gente vai ter que jogar muito. E me preocupa o desfalque que a gente vai ter”, disse, em referência à contusão sofrida pelo meia Paulo Henrique Ganso .

O cansaço, citado por Muricy, também preocupa os jogadores do Santos. Mas na semana decisiva, eles tentam relevar o desgaste o máximo possível. “O desgaste e o cansão são normais. As dores vão vir mesmo, mas temos o departamento de fisioterapia e toda a estrutura do clube para descansar e recuperar os atletas. Esperamos estar descansados o máximo possível contra o Once Caldas. Não é o tempo que gostaríamos [entre os jogos], mas vamos para cima”, afirmou o lateral direito Jonathan.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.