Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Com muitas opções, Flu ainda busca entrosamento e pena no Carioca

Abel Braga já usou 28 jogadores nas primeiras seis partidas do ano, mas time ainda tenta engrenar

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

Nelson Perez/FluminenseF.C.
Ao lado de Araújo, Carleto é o artilheiro do Flu no Carioca, com dois gols
Um elenco milionário, com várias opções em todos os setores, pode parecer o sonho de qualquer treinador do futebol brasileiro. A prática, porém, mostra que apenas a qualidade não é garantia de superioridade sobre os adversários. Com pouco tempo de pré-temporada, os times começando o ano com dificuldade na busca por entrosamento e continuidade. E o Fluminense, quinto colocado no grupo B da Taça Guanabara, talvez seja o maior exemplo disto.

Leia mais: Thiago Neves pede calma e diz que Flu ainda está se entrosando

Nas primeiras seis partidas do ano, o técnico Abel Braga já usou 28 jogadores. A estratégia de rodízio foi decidida no final de 2011, buscando dar mais tempo de preparação aos titulares para a estreia da Copa Libertadores. E apesar da vitória de 1 a 0 sobre o Arsenal de Sarandí no torneio sul-americano, o clube tem sofrido com uma campanha irregular no primeiro turno do Campeonato Carioca.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Para o meia Thiago Neves, o time precisa de tempo para atingir o bom futebol do ano passado. O jogador admite que o entrosamento ideal ainda não foi conquistado.

Veja mais: Sem Deco, Abel testa Flu com três atacantes para jogo decisivo

"O Fluminense sempre vai ter cobrança, time grande é assim, todos têm. O Carioca é um campeonato disputado, a Taça Guanabara é um torneio bem curto e o time ainda não entrosou, até ganhar entrosamento é complicado. A gente está tranquilo, tem a Taça Rio também, caso a gente não consiga a classificação agora no primeiro turno", disse Thiago Neves.

Photocamera
Meia Souza foi um dos 28 jogadores utilizados por Abel nas seis primeiras partidas do ano

Para o jogador, o alto número de atletas utilizados nos seis jogos, e as mudanças de esquema tático, passando do 4-4-2 para o 4-3-3, e em alguns momentos utilizando até o 4-2-3-1, não atrapalham o desempenho do Fluminense no começo do ano. Ele não concorda que o grande número de opções seja ruim para a formação de uma base titular pelo técnico Abel Braga.

Leia também: Com quatro gols seguidos, Souza se destaca em treino de faltas

"Não atrapalha. Quando você tem jogadores de qualidade, não atrapalha nunca. A gente tem muitas opções na frente e o Abel está tranquilo com isso. O esquema de jogo não muda muito, pois era o mesmo que tinha com Deco, Fred, Sóbis. Agora é só a gente, que está jogando pouco, mostrar que condições de ser usado. É uma chance de mostrar que podemos ficar no banco ou mesmo sermos titulares", disse o meia do Fluminense.

Veja mais: Após expulsões do Flu, Jean admite: "É difícil conter os ânimos"

Até agora, foram duas vitórias, duas derrotas e um empate no estadual. Sete pontos conquistados e uma situação complicada para se classificar às semifinais da Taça Guanabara. Além de vencer os dois últimos jogos, o Fluminense precisa torcer por tropeços de Volta Redonda e Boavista contra o Vasco.

Estratégia diferente
Enquanto o Fluminense poupou todos os titulares em algumas rodadas do estadual, usando um time totalmente reserva, a estratégia do Corinthians, que também está na Copa Libertadores, foi oposta. A base titular sempre foi preservada, com poucas alterações nos jogos iniciais. Inclusive com quatro jogadores disputando todas as partidas do time no ano, casos do goleiro Júlio César, do zagueiro Leandro Castán e dos volantes Ralf e Paulinho.

No Campeonato Paulista, foram sete jogos, com cinco vitórias e dois empates, na segunda colocação do torneio, empatado em pontos com o Palmeiras. O time paulista estreia na Copa Libertadores nesta quarta-feira, às 22h, contra o Deportivo Táchira, na Venezuela.

Entre para a Torcida Virtual do Fluminense e comente a escalação da equipe

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG