Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Com moral, técnico do Mazembe não quer repetir campanha do Mundial 2009

No ano passado, equipe africana estreou com derrota para o Pohang Steelers e perdeu a decisão do quinto lugar para o Auckland City

Gazeta Esportiva |

O senegalês Lamine N'Diaye está no comando do Mazembe há pouco tempo, desde setembro. Mesmo assim, ele já ostenta a moral de quem levou o time ao título da Liga dos Campeões da África com uma goleada por 5 a 0 logo no primeiro jogo da decisão contra o Espérance, da Tunísia - o título veio com o 1 a 1 do segundo jogo. Às vésperas do Mundial de Clubes, ele vislumbra uma boa campanha.

"Queremos fazer uma campanha superior à do ano passado, quando perdemos dois jogos", informou o treinador à agência África Football Media. Em 2009, a equipe da República Democrática do Congo também conquistou o título continental e foi ao Mundial, mas estreou com derrota para o Pohang Steelers (Coreia do Sul) e perdeu a decisão do quinto lugar para o Auckland City, da Nova Zelândia.

"Somos ambiciosos. E não sou só eu, mesmo que este seja o meu primeiro Mundial de Clubes. Os jogadores também estão determinados a mostrar ao mundo que têm talento e qualidade", disse N'Diaye, que comandou a seleção de Senegal em 2008.

A equipe estreia na competição contra o Pachuca, do México, no dia 10 de dezembro. Em caso de classificação, irá enfrentar o Internacional na semifinal do torneio.

Leia tudo sobre: congofutebol internacionalmundial de clubes

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG