Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Com medo, Alex Ferguson pede para atacante mexicano não rezar

Chicharito costuma ajoelhar-se no gramado e erguer as mãos para o céu antes de cada jogo para pedir sorte, mas já foi ameçado de morte por causa disso

Gazeta Esportiva |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237860415004&_c_=MiGComponente_C

O técnico escocês Alex Ferguson pediu para o atacante Javier 'Chicharito' Hernandez não rezar antes do confronto diante do Glasgow Rangers, na Escócia, pela Liga dos Campeões da Europa. Isto porque o treinador do Manchester United teme atitudes de violência contra seu camisa 14, uma vez que futebol, política e religião estão muito atrelados no país.

Chicharito costuma ajoelhar-se no gramado e erguer as mãos para o céu antes de cada jogo para pedir sorte. Simplesmente por isto, tem circulado na internet ameaças (até de morte) ao jovem jogador, de 22 anos.

Isto porque na Escócia, os dois principais times do país, Glasgow e Celtic, representam duas ideologias opostas: protestantismo e catolicismo. Além disso, os azuis defendem a união política do país com a Inglaterra, enquanto os verdes pregam a independência (um dos patronos da equipe foi braço político do IRA, exército republicano irlandês). Por tudo isto, os clássicos na região sempre são muito nervosos e quase sempre terminam com violência.

Ciente da atitude de Javier Hernandez, os próprios dirigentes do Glasgow solicitaram - uma vez que não podem proibir - ao mexicano para ele não realizar sua reza habitual antes da partida.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG