Mesmo disputando o Campeonato Brasileiro e a Copa Sul-Americana, equipe tem conquistado bons resultados

Em 2010, quando perdeu o meia Maicosuel e o zagueiro Fábio Ferreira , ambos com graves lesões no joelho, além do volante Marcelo Mattos , com seguidas contusões, o Botafogo apresentou uma queda de rendimento no Campeonato Brasileiro . O time carioca, que chegou a estar em 3º lugar na 21ª rodada, terminou a competição na sexta colocação, fora da zona de classificação para a Copa Libertadores .

Siga o iG Botafogo no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Nesta temporada, com um elenco mais completo, o Botafogo tem suportado disputar duas competições ao mesmo tempo, conseguindo bons resultados tanto no Campeonato Brasileiro, onde atualmente o quinto colocado e último na zona de classificação para a Libertadores, quanto na Copa Sul-Americana , onde venceu o Atlético-MG na primeira partida, podendo perder a partida desta terça-feira por 1 a 0 para se classificar à próxima fase.

Entre para a Torcida Virtual do Botafogo e convide seus amigos

Setores que sequer tinham reservas de origem da posição, como as laterais, ou que praticamente só contavam com uma opção de banco, como na armação, agora têm pelo menos um substituto do setor. Para o técnico Caio Júnior, um dos motivos é o bom trabalho do departamento médico e da equipe de fisiologistas, que têm conseguido prevenir lesões nos jogadores.

"Estamos com o departamento médico sem nenhum jogador.É algo muito difícil de acontecer no futebol brasileiro. Isso é mérito do trabalho do Botafogo, um orgulho para nós. Estamos no caminho certo, com decisões tomadas antes, independente dos resultados. Desde que começou esse período de jogos de quarta e domingo, somos o time que mais pontuou. Acho que alguma coisa tá sendo bem feita", declarou Caio Júnior.

Confira o que mudou no elenco na comparação com a última temporada:

Zagueiros
2010 - Com Antônio Carlos, Márcio Rosário e Fábio Ferreira entre os titulares, a equipe tinha Danny Morais na reserva. Após a grave contusão de Fábio Ferreira, Leandro Guerreiro também atuou no setor.

2011 – Talvez o setor mais carente do elenco atual. Com Antônio Carlos e Fábio Ferreira como titulares, e Gustavo na reserva, o clube emprestou João Filipe para o São Paulo. Lucas Zen, volante de origem, também pode atuar no setor.

Laterais
2010 – Marcelo Cordeiro, na esquerda, e Alessandro, na direita, não tinha reservas da posição. Somália atuou improvisado em algumas partidas, assim como Edno e o volante Túlio Souza. O setor era um dos mais carentes do time.

2011 – Contratado como aposta, Cortês virou titular absoluto da lateral-esquerda com grandes atuações. Márcio Azevedo se recuperou de um início ruim no Botafogo e é reserva imediato. Na direita, Lucas e Alessandro revezam a titularidade, dependendo da característica que Caio Júnior deseja para a partida.

Volantes
2010 – Marcelo Mattos, Somália, Leandro Guerreiro e Fahel foram os jogadores mais usados no setor. O primeiro sofreu com lesões e acabou desfalcando freqüentemente a equipe carioca. Fahel e Leandro Guerreiro deixaram o clube em 2011, após várias criticas e vaias da torcida.

2011 – Renato foi a grande contratação da temporada no Botafogo. Em pouco tempo, o jogador conquistou entrosamento com Marcelo Mattos, que também tem atuado com mais regularidade. Somália, Bruno Thiago, Lucas Zen, Léo e Marcos Vinícius completam as opções de banco.

Meias
2010 – Renato Cajá e Lúcio Flávio foram os titulares durante a maior parte da temporada, mesmo não sendo considerados unanimidade pela torcida. Maicosuel, contratado no meio do ano, teve grave lesão no joelho e disputou apenas 13 jogos no Campeonato Brasileiro. Edno também foi escalado no setor de armação em alguns jogos.

2011 – Elkeson e Maicosuel formam a dupla de armadores do Botafogo. O primeiro, contratado junto ao Vitória no início do Brasileirão, rapidamente se tornou um dos principais jogadores do elenco. Felipe Menezes, Everton, Cidinho e Thiago Galhardo completam as opções de banco.

Atacantes
2010 – Contratado no inicio da temporada, Loco Abreu se tornou titular absoluto do time. Herrera foi o principal companheiro do uruguaio, com Jobson tendo oportunidades no segundo semestre, após ter cumprido suspensão por doping. A temporada também marcou o surgimento de Caio no Campeonato Carioca.

2011 – Um dos setores que menos sofreu com mudanças. Jobson foi emprestado por problemas disciplinares, enquanto Alexandre Oliveira chegou, mas ainda não mostrou um grande futebol. Alex teve mais oportunidades que em 2010, mas Loco Abreu e Herrera continuam formando a dupla de ataque titular.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.