Lateral brasileiro foi o mais acionado em campo, fez o segundo gol e deu assistência para o quinto, de Xavi

Assim como o Real Madrid fez com o Tottenham na terça-feira, o Barcelona não deu chances à zebra, goleou o Shakhtar Donetsk por 5 a 1 na primeira partida das quartas de final e está próximo de duelar com o maior rival por uma vaga na decisão da Liga dos Campeões da Europa. Para evitar um super-clássico em Wembley, o time ucraniano precisa vencer por 4 a 0 em seus domínios.

Na partida, o jogador mais acionado da equipe catalã foi o lateral direito brasileiro Daniel Alves . Ele foi responsável pela maioria das chances de gol no primeiro tempo, marcou o segundo após lançamento brilhante de Iniesta e assistiu o quinto, de Xavi . Antes, logo aos dois minutos de partida, o camisa 8 havia aberto o placar.

Daniel Alves comemora o segundo gol do time na primeira partida das quartas de final da Liga
AP
Daniel Alves comemora o segundo gol do time na primeira partida das quartas de final da Liga
No segundo tempo, também nos primeiros instantes, Xavi cobrou escanteio curto para Piqué fazer o terceiro. O Shakhtar descontou com Rakitsky, mas, na saída de bola, Keita fez um golaço.

Enquanto perdia por apenas 1 a 0, a equipe de Mircea Lucescu teve boas oportunidades para empatar, principalmente com Luiz Adriano , mas o ex-atacante do Internacional não esteve em uma noite inspirada e atrapalhou a maioria dos lances, apesar de ter chutado uma bola na trave na etapa final.

A partida de volta será em 12 de abril, na Ucrânia, na Arena Donbass, onde o Shakhtar nunca perdeu, mas isso não será o bastante para eliminar o Barcelona.

O jogo

Logo no segundo minuto de jogo, Messi tentou uma enfiada de bola, mas foi impedido pela zaga. No rebote, Iniesta recolheu, avançou e tocou na saída de Pyatov para abrir o placar. Em desvantagem, o Shakhtar passou a pressionar e por pouco não igualou o marcador.

Reuters
Goleada praticamente garantiu a classificação do Barça, que agora pode enfrentar o Real nas semis

Aos seis minutos, Willian passou fácil por Daniel Alves na ponta esquerda e bateu direto para o gol, mas Valdés espalmou. Na sequência, Luiz Adriano foi lançado por Douglas Costa e ficou cara a cara com o goleiro, mas bateu para fora. Na jogada seguinte, o lateral direito brasileiro recuou para o camisa 1 catalão, mas o passe saiu curto. Luiz Adriano dividiu e a bola sobrou para Willian, que tentou do meio-campo, mas errou por pouco.

A resposta do Barça veio aos 17 minutos, em uma falta batida por Messi. O time de Pep Guardiola tocava a bola e buscava espaços na defesa ucraniana, e encontrava, geralmente, quando Daniel Alves apoiava pelo lado direito. Aos 26, ele tocou para Villa, que arriscou de fora da área. Pouco depois, o atacante cabeceou após cruzamento do brasileiro, mas Pyatov agarrou.

Aos 33 minutos, Iniesta recebeu pela esquerda da intermediária, levantou a cabeça e viu Daniel Alves entrando em diagonal. O lançamento foi certeiro, aos pés do lateral direito, que dominou driblando o goleiro e fez o segundo do Barcelona. Em seguida, a equipe continuou passando de pé e pé até o fim da etapa inicial.

No nono minuto do segundo tempo, após mais uma chance desperdiçada por Luiz Adriano, Xavi cobrou escanteio curto, na marca do pênalti, Piqué se antecipou e bateu de primeira para fazer o 3 a 0. A bola ainda desviou em Rakitsky antes de balançar as redes.

O zagueiro do Shakhtar se redimiu aos 14 minutos. Srna cobrou falta cruzada na área, ele desviou e enganou Valdés, descontando para sua equipe. O problema é que o Barcelona não deu chance ao azar e, logo na saída de bola, Messi recebeu na entrada da área e rolou para Keita, que bateu forte, firme, no ângulo de Pyatov para marcar o quarto.

Com a classificação praticamente assegurada, aos 41 minutos do segundo tempo, Daniel Alves dominou pela direita da área e apenas rolou para Xavi completar debaixo das traves e fazer o quinto da equipe espanhola.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.