Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Com gramado danificado, Engenhão pode ter partidas remanejadas

Botafogo entrou com um ofício, mas depende de aprovação da Federação de Futebol do Rio de Janeiro

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

O Botafogo resolveu se defender das reclamações de jogadores e técnicos de Fluminense e Flamengo , que nos últimos dias criticaram o gramado do estádio Engenhão. Preocupados com a sequência de jogos que o estádio tem recebido, os dirigentes da equipe carioca entraram com um ofício junto à Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) pedindo o remanejamento de algumas partidas do Campeonato Brasileiro para outros estádios.

Siga o Twitter do iG Botafogo e receba notícias do time em tempo real 

AE
Gramado foi prejudicado com a disputa de provas dos Jogos Mundiais Militares
O argumento do Botafogo é de que o estádio recebeu uma quantia de jogos muito acima do que era planejado para o primeiro semestre. Até agora, foram 62 partidas. Em 2010, quando o Maracanã ainda não havia sido fechado para reformas visando a Copa de 2014, o número era de apenas 20 partidas no Engenhão. A expectativa do clube no início do ano, é de que fossem realizados cerca de cem jogos, mas este número pode ultrapassar 110 partidas no final da temporada.

Flamengo e Fluminense têm um acordo assinado com o Botafogo para poderem realizar suas partidas no estádio, enquanto o Maracanã permanece fechado. Porém, segundo o diretor executivo do Botafogo, Sérgio Landau, a mudança das partidas seria feita dentro do contrato assinado entre as partes, sem prejudicar os outros dois clubes.

Entre para a Torcida Virtual de Botafogo e convide seus amigos

"O contrato prevê uma quantidade de jogos, mas o que está acontecendo é que estamos tendo um número muito acima. E a tendência é piorar. O remanejamento será feito sem quebrar nenhum contrato, se formos autorizados. Precisamos esperar a resposta da Ferj", explicou Landau, que também comentou os problemas causados pela sequência de jogos ao gramado.

"Esse período do ano é o mais complicado, pois no inverno, a grama recebe menos sol. Então, o que queremos é evitar dois, três jogos seguidos. Estamos investindo muito na manutenção, mas não existe um gramado no mundo que suporte uma sequência assim", declarou o dirigente do Botafogo.

Além do alto número de partidas, recentemente o Engenhão serviu como palco para outros eventos. Em maio, Paul McCartney realizou seu show no estádio . Agora, em julho, o Engenhão foi palco da disputa dos Jogos Mundiais Militares . Além das cerimônias de abertura e encerramento, o campo foi usado em provas como arremesso de dardo e martelo, que deixaram marcas na grama.

AE
Gramado foi prejudicado com a disputa de provas dos Jogos Mundiais Militares
"O Botafogo realizou preparação para antes e manutenção durante os Jogos Militares. Ainda assim, devido o altíssimo número de eventos realizados no Engenhão, a região das duas grandes áreas ficou bastante danificada. Competições como arremesso de peso, dardo, martelo e disco são as que mais prejudicam a grama”, disse Artur Mello, engenheiro agrônomo responsável pelo Engenhão.

As polêmicas com o gramado do Engenhão começaram na última sexta-feira, quando o meia Marquinho , do Fluminense , detonou o estádio . Depois, o meia Thiago Neves , do Flamengo , também fez criticas ao estado do campo . Irritado, o presidente do Botafogo afirmou que 'não discute com jogador' e que só conversaria com os presidentes dos outros clubes a situação do Engenhão.

Apenas nesta semana, o Engenhão será palco de mais três jogos do Campeonato Brasileiro. O Fluminense recebe o Internacional nesta quinta-feira. Dois dias depois, o Flamengo enfrenta o Coritiba, e no domingo Botafogo e Vasco fazem o clássico carioca.

Leia tudo sobre: botafogobrasileirão 2011flamengofluminense

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG