Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Com gol de Obina, Atlético-MG goleia o Flamengo por 4 a 1 em Sete Lagoas

Os dois times seguem na briga contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro, faltando três rodadas para o fim da competição

Thales Soares, iG Rio de Janeiro |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237860246308&_c_=MiGComponente_C

A relação entre Flamengo e Obina se tornou ainda mais intensa neste sábado, em Sete Lagoas. Mas desta vez para o mal. O atacante teve uma ótima atuação, marcou um gol, deu passe para outro e comandou a goleada por 4 a 1 do Atlético-MG, que ficou numa situação mais tranquila na luta para fugir do rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o Atlético-MG subiu para 39 pontos, um a menos do que o Flamengo, faltando apenas três jogos para o fim da competição. O Guarani, com 36 pontos, que joga domingo contra o Vitória, abre a zona de rebaixamento.

O próximo adversário do Flamengo é justamente o Guarani, sábado, dia 20, no Engenhão, em mais um confronto direto na luta para se manter na Série A. A missão de Vanderlei Luxemburgo, agora, é recuperar o ânimo do grupo essa semana. Já o Atlético-MG enfrenta o Palmeiras, em Araraquara, no dia 21.

Veja os gols do jogo

O jogo
Para construir a importante vitória, o Atlético-MG precisou apenas acertar o posicionamento no começo do jogo. O Flamengo tentava usar a velocidade de Diego Maurício e Diogo e até foi produtivo, mas em pouco tempo as armas foram contidas.

Aos 20 minutos, Marcelo Lomba fez grande defesa em chute cruzado de Leandro. Em cobrança de escanteio, Diego Souza acertou uma cabeçada firme, mas a bola parou nas mãos do goleiro do Flamengo.

Mas a segurança de Lomba acabou em pouco tempo. Aos 34, Renan Oliveira chutou, o goleiro do Flamengo foi mal na jogada e soltou a bola nos pés de Obina, que chutou forte para fazer o gol. Ele não comemorou em respeito aos torcedores do ex-clube.

Em campo, Obina deixou seu passado de lado e ajudou o Atlético-MG a aumentar a vantagem no marcador. Ele dominou a bola duas vezes de cabeça na intermediária e lançou Renan Oliveira, que passou por Lomba para fazer 2 a 0.

O técnico Vanderlei Luxemburgo, muito hostilizado pela torcida do Atlético-MG, decidiu partir para o tudo ou nada e fez três mudanças no intervalo. Tirou Petkovic, Correa e Diego Maurício para colocar Marquinhos, Negueba e Val Baiano.

O Flamengo começou a ter um ataque mais forte, mas a primeira jogada de perigo foi numa cobrança de escanteio. O goleiro Renan Ribeiro evitou um gol olímpico de Marquinhos, aos nove minutos. Rafael Cruz afastou em seguida.

O Atlético-MG contava com os contra-ataques. Obina quase fez mais um. Aos 17, ele arrancou do meio-campo, tabelou com Diego Tardelli, mas chutou desequilibrado, facilitando a defesa de Marcelo Lomba.

Mas aos 23 não teve jeito. Diego Tardelli, outro ex-Flamengo, recebeu livre na esquerda, driblou o zagueiro Welinton e chutou para fazer 3 a 0 e liquidar o jogo, aumentando ainda mais a festa da torcida do Atlético-MG, que já gritava olé. Dois minutos depois, Renan Oliveira fez o quarto.

A torcida do Atlético-MG passou a pegar no pé de Vanderlei Luxemburgo, gritando o nome do treinador. Ele começou a temporada no clube e foi demitido depois de sofrer uma goleada de 5 a 1 para o Fluminense no Engenhão, deixando o time na zona de rebaixamento.

Em meio à festa em Sete Lagoas, Marquinhos diminuiu para o Flamengo, aos 29 minutos. Último suspiro do time no jogo, que quase repetiu a goleada de 6 a 1 de 2004, em Ipatinga, quando ambos também brigavam para se manter na Série A. No fim, os dois se salvaram.

FICHA TÉCNICA - ATLÉTICO-MG 4 x 1 FLAMENGO
Local: Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG)
Data: 13 de novembro de 2010
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Marcio Chagas da Silva (RD)
Assistentes: Altemir Hausmann e Julio Cesar Rodrigues Santos (ambos do RS)
Público: 16.465 pagantes
Cartão amarelo: Rever (Atlético-MG)

GOLS:
Atlético-MG: Obina, aos 34, e Renan Oliveira, aos 43 minutos do primeiro tempo. Diego Tardelli, aos 23, e Renan Oliveira, aos 25 minutos do segundo tempo
Flamengo: Marquinhos, aos 29 minutos do segundo tempo

ATLÉTICO-MG: Renan Ribeiro, Rafael Cruz, Werley, Rever e Leandro; Zé Luís, Serginho, Renan Oliveira (Neto Berola) e Diego Souza (Ricardinho); Diego Tardelli e Obina (Mendez)
Técnico: Dorival Júnior
FLAMENGO: Marcelo Lomba, Leonardo Moura, Welinton, Ronaldo Angelim e Juan; Maldonado, Correa (Negueba), Willians e Petkovic (Marquinhos); Diego Maurício (Val Baiano) e Diogo
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG