Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Com gol de Brandão, Olympique quebra invencibilidade do Chelsea

Apesar da derrota na França, equipe inglesa ficou na liderança da chave. Time do atacante brasileiro ficou em 2º

Gazeta Esportiva |

Em um Grupo F já definido, uma possível vitória do Olympique de Marselha sobre o Chelsea serviria apenas para dar moral ao clube francês nas oitavas de final. Portanto, o gol de Brandão, nesta quarta-feira, no estádio Velodrome, serviu exatamente para isso, pois os Blues , que vinham de cinco vitórias em cinco partidas na Liga dos Campeões, perderam por 1 a 0 e não estão mais invictos.

Dessa forma, o time de Stamford Bridge terminou a fase de grupos da Champions na liderança isolada, com 15 pontos, enquanto o Olympique aparece na sequência, com 12.

O sorteio das oitavas de final será realizado dia 17 de dezembro, em Nyon, na Suíça.


O jogo
Com alguns reservas em campo, como Paulo Ferreira e o jovem McEachran o Chelsea começou tomando pressão do Olympique. Remy, Valbuena e Cheyrou arriscaram de longe, mas a principal chance foi do brasileiro Brandão. Após boa troca de passes pelo setor direito, aproveitando a deficiência do português na esquerda, a bola chegou ao ex-jogador do São Caetano que, da marca do pênalti, desperdiçou a chance de abrir o placar.

Aos poucos, os Blues foram tomando o controle da partida. Aos 21 minutos, Essien chutou de longe, tentativa repetida por Ramires na sequência. Depois, Essien recuperou uma bola na intermediária do time francês, achou Malouda, que tocou para Kalou. O marfinense deu bom passe para seu compatriota Didier Drogba que, embaixo do gol, chutou por cima. Logo em seguida, Malouda lançou Bosingwa na ponta direita. Ele cruzou para Drogba acertar a trave de Steve Mandanda. No entanto, o primeiro tempo terminou 0 a 0.

Nos primeiros minutos da etapa final, o jovem Joshua McEachran descolou um lançamento da sua própria intermediária para Malouda dentro da área do Olympique. O francês, no entanto, finalizou para a defesa de Mandanda. O time galês respondeu com Taiwo, de longe, mas o arremate passou ao lado.

Já classificado, Ancellotti passou a fazer algumas substituições para testar jovens atletas. Jeffrey Bruma e Daniel Sturridge entraram nos lugares de John Terry e Didier Drogba, enquanto Patrick Van Aanholt substituiu Bosingwa. Aos 36, Taiwo cortou para o meio e bateu de direita. No entanto, o arremate saiu torto, enganou a zaga inglesa e caiu nos pés de Brandão, que teve apenas o trabalho de empurrar para o fundo das redes e decretar a vitória francesa.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG