Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Com Ganso de titular, Santos quer manter bom retrospecto no Chile

Em 31 jogos no Chile, o Santos conquistou 20 vitórias, empatou três e perdeu apenas oito

Samir Carvalho, iG Santos |

O Santos terá o retorno do meia Paulo Henrique Ganso como titular no duelo contra o Colo Colo nesta quarta-feira, às 21h50 (de Brasília), no estádio Monumental de Santiago, no Chile, pela terceira rodada da Copa Libertadores da América. O atleta, que não inicia uma partida como titular desde agosto do ano passado, ajudará o Santos a manter o retrospecto favorável em território chileno.

A equipe santista disputou 31 jogos no Chile e conquistou 20 vitórias, com apenas três empates e oito derrotas. O retrospecto do Santos também é positivo contra o Colo Colo. Em 14 jogos contra a equipe chilena, os santistas venceram nove e perderam quatro. O curioso é que dos 14 jogos, 13 foram disputados no Chile e um nos Estados Unidos. O duelo em solo americano foi o único que terminou empatado.

A partida desta quarta-feira é considerada decisiva entre jogadores, comissão técnica e diretoria do Santos. Com dois pontos na Libertadores, uma vitória pode colocar a equipe na primeira colocação do grupo 5 ao lado de Cerrro Porteño. Isso porque, os paraguaios somam cinco pontos, e o Colo Colo está na segunda colocação, com três. Já uma derrota deixaria a equipe brasileira em uma situação complicada.

Para o duelo contra o Colo Colo, o técnico interino Marcelo Martelotte viajou com a ‘corda no pescoço’, já que viu o sonho de ser efetivado como treinador diminuir com a saída de Muricy Ramalho, do Fluminense. Martelotte demonstrou estar abalado no embarque da equipe para o Chile, mas conversou rapidamente com os jornalistas e confirmou Ganso de volta ao time titular na vaga de Diogo. “Ele começa sim o jogo”, disse o interino, que também falou das dificuldades que enfrentará contra o Colo Colo.

Samir Carvalho
Martelotte estava chateado em embarque
“Essas três vitorias seguidas no Paulista deram moral para o time jogar confiante conta os chilenos. É um jogo decisivo, mas vão faltar três rodadas. Mas é um jogo de extrema importância, já que eles vão jogar aqui na Vila”, disse o treinador.

Apesar de contar o retorno de Ganso, o interino não contará com o lateral-direito Jonathan, que voltou a sentir uma contratura muscular na coxa esquerda. Desta forma, Martelotte escalará o mesmo time que atuou na segunda etapa da partida contra o Botafogo, último sábado, com Pará na lateral.

Já o Colo Colo, que também pode assumir a liderança do grupo com uma vitória contra o Santos, não parece preocupado com os craques santistas. O técnico da equipe, Américo Gallego, desconversou ao falar sobre o meia Paulo Henrique Ganso. “Ah, ele estava lesionado e agora se recuperou, não é? Bom, não sei. O outro jogo que vi do Santos ele não estava. Vamos ver como ele se comporta. Com oito ou dez minutos de jogo eu já consigo ver como o Santos se preparou e à partir daí posiciono minha equipe”, disse.

FICHA TÉCNICA – COLO COLO-CHI X SANTOS

Local: Estádio Monumental David Arellano, em Santiago (Chile)
Data: 16 de março de 2011, quarta-feira
Horário: 21h50 (horário de Brasília)
Árbitro: Sergio Pezzotta (Argentina)
Assistentes: Gustavo Esquivel e Diego Bonfa (ambos da Argentina)

COLO COLO-CHI: Juan Castillo, José Luis Cabión, Andrés Scotti, Nelson Cabrera e Patricio Jérez; Luis Mena, José Salcedo, José Pedro Fuenzalida, Cristóbal Jorquera e Esteban Paredes; Ezequiel Miralles
Técnico: Américo Gallego

SANTOS: Rafael; Pará, Edu Dracena, Durval e Léo; Adriano, Danilo, Elano e Paulo Henrique Ganso; Neymar e Zé Eduardo
Técnico: Marcelo Martelotte (interino)
 

Leia tudo sobre: santoscopa libertadores 2011gansocolo colo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG