Meia diz que familiares torcem para rival corintiano, mas que nessas horas torcida maior é por ele

Quando Alex foi apresentado no Corinthians , em maio, o meia disse sem medo que apesar do acerto com o clube do Parque São Jorge, a maioria dos seus familiares de Cornélio Procópio, no interior do Paraná, torciam pelo Palmeiras . Domingo, será a hora de parentes de amigos de Alex colocarem na balança o amor pelo clube de coração e a vontade de ver o filho ilustre brilhando no Campeonato Brasileiro. Para Alex, não há dilema.

Alex não esconde que tem família palmeirense
Bruno Winckler
Alex não esconde que tem família palmeirense

Siga a página do iG Corinthians no Twitter

“Deixem eles torcerem para o time deles. Alguns torcem por mim, e naturalmente pelo Corinthians, mas deixa cada um na sua. Que vença o melhor. Vou defender o Corinthians de corpo e alma no domingo”, disse o meia, titular nos últimos cinco jogos, que minimiza a polêmica envolvendo o atacante Kleber, que admitiu ter sido corintiano na infância. "Isso não tem nada a ver. Hoje são todos profissionais que querem defender bem o clube que os contratou", completou o corintiano com família palmeirense.

Entre para a torcida virtual do Corinthians

Como chegou ao Corinthians depois do Campeonato Paulista, esta será a primeira vez que Alex enfrentará o Palmeiras jogando pelo Corinthians. Com experiências em outros grandes clássicos, o meia está seguro que a sua responsabilidade e a do time aumentam em um momento como este.

“Clássico é sempre diferente. É como um campeonato à parte porque envolve uma paixão muito grande e forte. Todos são de uma rivalidade absurda, lidam com paixão muito grande, sentimento contra o outro muito grande e ninguém quer perder. Foi assim com Ponte Preta e Guarani (onde comecei), na Rússia (quando defendi o Spartak contra o CSKA), no Gre-Nal (quando joguei no Inter). Durante a semana o trabalho tem que ser cauteloso e feito com respeito”, afirmou Alex.

Para Alex, será importante para o Corinthians conseguir um bom resultado contra o Palmeiras não só pela moral que uma vitória num clássico dá, mas pelo que esta vitória específica pode representar. Se não perder em Presidente Prudente, o Corinthians será campeão do primeiro turno do Campeonato Brasileiro .

“Precisamos vencer esse jogo para nos manter no topo da tabela. É um jogo direto contra um adversário que está bem no torneio. Jogaremos um bom futebol para terminarmos o primeiro turno na frente. O importante é chegar na frente lá no final do ano, mas a gente já viu que a maioria dos que ganham o turno, também são campeões”, contou. Em seis dos oito campeonatos brasileiros disputados por pontos corridos, o time que acabou a primeira metade na frente ficou com a taça.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.