Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Com faixas e camisas de Washington, são-paulinos pedem entrega

O atacante iniciou o Campeonato Brasileiro no time do Morumbi, chegou a marcar dois gols, mas retornou ao Fluminense

Gazeta Esportiva |

Ao longo das últimas semanas, alguns torcedores são-paulinos iniciaram uma campanha na Internet para pedir que os jogadores entreguem contra o Fluminense com a finalidade de atrapalhar o rival Corinthians no Campeonato Brasileiro. Na Arena Barueri, esse desejo aflorou antes mesmo de a bola rolar.

Nas imediações do estádio, foi possível encontrar alguns torcedores com a camisa do São Paulo e o nome do centroavante Washington. O jogador iniciou o Campeonato Brasileiro no time do Morumbi, chegou a marcar dois gols e retornou às Laranjeiras. Neste domingo, será titular ao lado de Fred.

Nas arquibancadas da Arena Barueri, alguns usaram faixas para pedir que o time facilite o duelo. A torcida organizada Dragões da Real preparou duas peças com as inscrições "Quem será o próximo Grafite?" e "Entrega!". Havia até torcedor vestido de uniforme do São Paulo e com camisa do Fluminense em mãos.

Hoje no Wolfsburg e convocado por Dunga para defender a seleção na Copa do Mundo, Grafite ficou marcado por fazer os gols do São Paulo na vitória por 2 a 1 sobre o Juventus, na última rodada do Campeonato Paulista de 2004, resultado que salvou o Corinthians do rebaixamento no torneio estadual.

No setor das arquibancadas reservado aos torcedores do time visitante, há uma faixa com a inscrição "Grafite de novo não!". Outro grupo emendou uma bandeira do São Paulo entre duas do Fluminense. Os fãs do tricolor carioca gritaram "entrega, entrega" e insultaram o Corinthians.

Com 62 pontos ganhos, o Fluminense aparece na vice-liderança do Campeonato Brasileiro e está a um do líder Corinthians a duas rodadas do final do torneio. O São Paulo, com 51 pontos, ocupa o nono lugar e tem chances remotas de classificação à Copa Libertadores.

Ao longo das duas últimas semanas, o técnico Paulo César Carpegiani e seus jogadores descartaram categoricamente a possibilidade de entregar. Questionado sobre o assunto em Barueri, João Paulo de Jesus Lopes prometeu não comemorar gols do Fluminense. "Talvez meu filho comemore", disse o diretor de futebol à Rádio Eldorado/ESPN.

Leia tudo sobre: campeonato brasileirofluminensesão paulo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG