Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Com expulsão, gols anulados e pênalti perdido, Vitória e Bragantino empatam

Duelo emocionante em Bragança Paulista deixou o time da casa em sétimo lugar da série B do Brasileiro

Gazeta |

Três gols anulados, uma expulsão, pênalti perdido, gols no final e muita emoção. O empate por 2 a 2 em Bragança Paulista não foi bom nem para Bragantino nem para Vitória , mas está credenciado como um dos duelos mais emocionantes da Série B.

O primeiro tempo terminou empatado por 1 a 1 (Fábio Santos para o Vitória; Astorga para o Bragantino). Na segunda etapa, o veterano Gilberto recebeu cartão vermelho e deixou os baianos em desvantagem numérica. Mesmo assim, a equipe teve um gol anulado e Fábio Santos ainda perdeu um pênalti. O Bragantino, que teve dois tentos anulados, marcou o que seria o gol da vitória aos 45 minutos, com Lincom. Enquanto a torcida comemorava, Xuxa deixou tudo igual.

Com o resultado, o Vitória chega aos 41 pontos e agora está em oitavo lugar, a oito pontos do G-4. Já o Bragantino, com 43 pontos, está uma posição acima. Na próxima rodada, a 30ª da Segundona, o Bragantino vai a Recife encarar o Sport, sexta-feira. Já o Vitória joga no sábado, contra o Goiás, no Barradão.

O JOGO

O Vitória trabalhou durante a semana para evitar que o Bragantino levasse perigo nas jogadas pelo alto, mas teve dificuldades para colocar o ensaio em prática. Além de tentar tirar proveito do gramado molhado pela chuva com alguns perigosos chutes de longa distância, a equipe da casa apostou nos cruzamentos e só não abriu a contagem aos oito minutos porque Gabriel Paulista evitou gol de Lincom em cima da linha.

Os baianos eram cautelosos e, fechados, dependiam de um bom contra-ataque para abrirem a conta. Foi o que aconteceu logo aos 13 minutos, quando Fernandinho deu ótimo passe para o artilheiro Fábio Santos disparar sozinho e tocar na saída do goleiro Gilvan.

O Bragantino não se abalou com a desvantagem e continuou criando chances. Aos 16 minutos, Douglas precisou se esticar para evitar gol de falta de Marcinho. Aos 21, Luís Mário disparou em velocidade, chutou com força e acertou a trave. O gol parecia amadurecer e, aos 27 minutos, finalmente aconteceu. Em nova bola alçada, o capitão Astorga cabeceou para a rede. No lance seguinte, Luís Mário tentou cruzar, pegou mal na bola e acabou acertando o travessão.

No segundo tempo, o Bragantino continuou mais ofensivo, mas as oportunidades apareceram em menor frequência. Com 18 minutos, Marcelo Veiga apostou na entrada do experiente centroavante Otacílio Neto na vaga de Junior Lopes. A intenção era pressionar.

Aos 23 minutos, outro jogador experiente tornou-se personagem: Gilberto exagerou nas reclamações com o árbitro Evandro Rogério Roman, levou dois cartões amarelos na sequência e deixou o Vitória em desvantagem numérica.

Com mais espaço em campo, o jogo ficou emocionante e o Vitória cresceu de forma surpreendente. No lance seguinte à expulsão, Neto Baiano obrigou Gilvan a fazer grande defesa. O Bragantino também se lançava ao ataque e até conseguiu balançar as redes aos 35 minutos. A arbitragem, acertadamente, assinalou impedimento. O mesmo aconteceu do outro lado um minuto depois, quando Xuxa balançou as redes em posição irregular.

Aos 38 minutos, Nino Paraíba fez ótima jogada pela direita, driblou Gilvan e caiu na área. Pênalti e chance de ouro para os baianos conquistarem uma vitória heroica. Na cobrança, porém, Fábio Santos parou na trave e nas mãos de Gilvan, que garantiu o empate.

Para completar a emoção, Marcelo Veiga deixou o Bragantino com quatro atacantes e o time balançou as redes mais duas vezes. Aos 42 minutos, Lincom estava impedido. Três minutos, depois, porém, não houve dúvidas: Lincom girou na entrada da área e bateu rasteiro, no canto esquerdo do goleiro.

Mas não houve tempo para comemorações. Um minuto depois, Fernandinho fez jogada rápida pela esquerda e rolou para Xuxa balançar as redes e decretar um empate incrível.

FICHA TÉCNICA
BRAGANTINO 2 x 2 VITÓRIA


Local: Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista
Data: 08 de outubro de 2011, sábado
Horário: às 16h20 (de Brasília)
Árbitro: Evandro Rogério Roman (Fifa-PR)
Assistentes: Bruno Bochilia (Asp. Fifa-PR) e Ivan Carlos Bohn (CBF-PR)
Cartões Amarelos: Gilvan, Esley e Junior Lopes (Bragantino); Gilberto, Douglas, Nino, Preto e Fernandinho (Vitória)
Cartão Vermelho: Gilberto (Vitória)

Gols:
BRAGANTINO: Astorga, aos 27 minutos do primeiro tempo, e Lincom, aos 45 minutos do segundo tempo.
VITÓRIA: Fábio Santos, aos 13 minutos do primeiro tempo, e Xuxa, aos 46 minutos do segundo tempo.

BRAGANTINO: Gilvan; Junior Lopes (Otacílio Neto), André Astorga e Luiz Henrique; Diego Macedo, Luis Carlos (Finazzi), Léo Jaime, Esley e Marcinho (Luís); Lincom e Luís.
Técnico: Marcelo Veiga

VITÓRIA: Douglas; Maurício, Jean e Gabriel Paulista; Nino (Mineiro), Zé Luís, Preto (Charles), Gilberto e Fernandinho; Fábio Santos e Neto Baiano (Xuxa).
Técnico: Vágner Benazzi

Leia tudo sobre: série b 2011bragantinovitória

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG