Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Com Engenhão lotado, Botafogo vence o Ceará e já é vice-líder

Equipe goleou por 4 a 0 e liderou por alguns minutos a tabela. Herrera, com dois gols, foi o destaque

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

nullA torcida do Botafogo mostrou que pode fazer a diferença neste Campeonato Brasileiro. Com mais de 42 mil presentes lotando as arquibancadas do Engenhão, o time carioca conseguiu uma vitória arrasadora sobre o Ceará, por 4 a 0, nesta quarta-feira, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com um futebol ofensivo e contando com a expulsão do zagueiro Fabrício, do Ceará, o time da casa conquistou o torcedor, que deixou o estádio gritando o nome do técnico Caio Júnior.

Siga o iG Botafogo no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Com a vitória, o Botafogo chega aos 40 pontos e fica na segunda colocação da tabela, pondendo ser ultrapassando no complemento da rodada por Corinthians e Vasco. Já o Ceará segue com 26 pontos e cai para a 14ª colocação do torneio nacional. Na próxima rodada, o Botafogo enfrenta o Coritiba, no próximo domingo, às 16h, no Couto Pereira. Já o Ceará enfrenta o Atlético-GO no mesmo dia e horário, no estádio Presidente Vargas.

Veja como ficou a classificação do Campeonato Brasileiro

Melhor desde o primeiro minuto de jogo, o Botafogo abriu o placar logo aos cinco minutos, com o argentino Herrera. A expulsão do zagueiro Fabrício, no final do primeiro tempo, ajudou a transformar a vitória em goleada. No segundo tempo, Herrera novamente, Loco Abreu e Cidinho, que marcou seu primeiro gol pelo time profissional, deram números finais ao placar no Engenhão.

O Jogo
Empurrado pelo público que lotava o Engenhão, o Botafogo começou partindo para cima do Ceará com velocidade. Nos primeiros minutos, a posse de bola era toda da equipe da casa, que atacava principalmente pelo lado esquerdo do campo, com o meia Elkeson e o lateral Márcio Azevedo. O domínimo da equipe carioca rapidamente se transformou em gol. Aos cinco minutos, Elkeson fez boa jogada pela esquerda, passou por Boiadeiro e cruzou rasteiro. Herrera se antecipou ao goleiro e deu um leve toque para abrir o placar no Engenhão.

Empolgado com o gol, o time da casa continuou no ataque. Com intensa movimentação dos três homens de armação, o Ceará encontrava dificuldade para marcar o Botafogo. Aos sete minutos, Herrera, que minutos antes havia aparecido na área para marcar, recebeu bom passe de Elkeson na direita, cortou para o meio da área e bateu cruzado para defesa tranquila de Diego.

Após os primeiros minutos de pressão do Botafogo, o Ceará começou a reequilibrar a partida. Mesmo assim, a equipe visitante não conseguia chegar ao gol de Jefferson, errando no passe final. Já o Botafogo, mesmo sem a maior posse de bola de antes, teve duas chances para ampliar o placar. Aos 23 minutos, Elkeson cobrou falta perigosa, defendida por Diego. Um minuto depois, Maicosuel chutou cruzado da entrada da área, Herrera, livre, se esticou, mas o carrinho mandou a bola na trave.

O Ceará só conseguiu responder aos 37 minutos do primeiro tempo. O volante João Marcos ficou com o rebote na entrada da área e soltou a bomba, que passou raspando o travessão do goleiro Jefferson. Porém, ao invés de melhorar, a situação do Ceará piorou no final da partida. Aos 45 minutos, Maicosuel puxou contra-ataque pela esquerda e foi derrubado por Fabrício. O zagueiro, que já tinha cartão amarelo, recebeu a segunda advertência e foi expulso, deixando o Ceará com um a menos.

Na  cobrança da falta, Maicosuel chutou colocado no canto esquerdo, mas o árbitro marcou impedimento de Herrera, que tentou alcançar a bola e teve participação no lance. Assim, sem tempo para mais nada, as duas equipes foram para o vestiário com o Botafogo em vantagem no placar.

Em desvantagem no placar, o Ceará voltou com mudanças para a segunda etapa. Thiago Humberto deu lugar a Felipe Azevedo, na tentativa de Vágner Mancini deixar sua equipe mais ofensiva. Mesmo assim, o Botafogo continuou sendo mais perigoso. O time carioca esperava o adversário e saia em velocidade para o contra-ataque.

Notando que o time visitante dava espaços, Caio Júnior resolveu substituir o lateral-esquerdo Márcio Azevedo por Everton. Porém, o substituído não gostou e tentou se dirigir direto para os vestiários. Alessandro convenceu o companheiro a voltar para o banco de reservas. Em sua primeira participação na partida, Everton recebeu na esquerda, levantou a cabeça e deu um cruzamento perfeito para Herrera cabecear para o chão, sem chances para o goleiro Diego. O segundo do argentino na partida e o segundo do Botafogo no jogo.

Totalmente dominado, o Ceará já não oferecia resistência e sem muito esforço, o Botafogo transformou a vitória em goleada. Aos 27 minutos, Lucas lançou Elkeson na direita, o meia deixou de calcanhar para Maicosuel, que cruzou para Loco Abreu, totalmente livre, apenas empurrar para o fundo do gol, marcando o terceiro gol do time carioca.

Com a vitória resolvida, o técnico Caio Júnior resolveu poupar alguns jogadores e dar espaço para os jovens. O atacante Alex entrou no lugar de Elkeson, enquanto Cidinho substituiu o atacante Herrera. E foi justamente o meia, de apenas 18 anos que marcou o quarto gol da vitória botafoguense. Everton, que entrou muito bem na partida, recebeu na esquerda e cruzou para Cidinho, de cabeça, dar números finais ao placar no Engenhão.

FICHA TÉCNICA - BOTAFOGO 4 X 0 CEARÁ

Local: Estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 7 de setembro de 2011, quarta-feira
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Edivaldo Elias da Silva (PR)
Assistentes: Gilson Coutinho (PR) e José Pontarolo (PR)
Público: 42 mil (presentes)
Renda: R$ 760.960,00
Cartões amarelos: Herrera e Elkeson (BOT); Heleno, Fabrício (CEA)
Cartão vermelho: Fabrício (CEA)

GOLS
BOTAFOGO - Herrera, aos cinco minutos do primeiro tempo e aos 12 minutos do segundo tempo, Loco Abreu, aos 27 minutos do segundo tempo e Cidinho, aos 37 minutos do segundo tempo

BOTAFOGO: Jefferson; Lucas, Gustavo, Fábio Ferreira e Márcio Azevedo (Everton); Marcelo Mattos, Renato, Elkeson (Alex), Maicosuel e Herrera (Cidinho); Loco Abreu
Técnico: Caio Júnior

CEARÁ: Diego; Boiadeiro, Fabrício, Erivélton e Vicente; João Marcos (Cleber), Heleno, Thiago Humberto (Felipe Azevedo) e Eusébio; Osvaldo e Washington (Edmílson)
Técnico: Vágner Mancini

Leia tudo sobre: BotafogoCearáBrasileirão 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG