Tamanho do texto

Média de idade do time na primeira rodada do Brasileirão era de 24,8 anos, contra 27 do último jogo

Satiro Sodré/Divulgação AGIF
Marcelo Mattos acha que time está oscilando menos
Quando estreou neste Campeonato Brasileiro , com derrota de 1 a 0 para o Palmeiras , o elenco do Botafogo ainda não estava completamente formado. Jogadores como Elkeson e Renato foram contratados, e outros, como Loco Abreu e Herrera , cumpriam suspensão imposta pelo STJD (Supremo Tribunal de Justiça Desportiva), pela confusão na Ressacada. Nas primeiras rodadas, além de improvisar, o técnico Caio Júnior foi obrigado a escalar jogadores muito jovens.

Siga o iG Botafogo no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Na estreia do time no torneio nacional, contra o Palmeiras, a média de idade da equipe em campo era de apenas 24,8 anos. O jogador mais velho do time era o volante uruguaio Arévalo Ríos, de 29 anos, e que nem está mais no Botafogo. Já contra o mesmo Palmeiras, na última partida da equipe, na vitória por 3 a 1 na última quarta-feira, a medida de idade do time carioca era de 27 anos.

Veja a classificação e a tabela de jogos do Brasileirão

Para o volante Marcelo Mattos, o aumento da experiência do elenco é um dos motivos para que o Botafogo tenha parado de oscilar tanto. Nas últimas nove partidas, foram sete vitórias e apenas duas derrotas. Já o período de maior instabilidade aconteceu entre a 8ª e a 11ª rodada, quando o Botafogo teve dois empates e duas derrotas seguidas.

"Agora contamos com muitos jogadores experientes, que já viveram situações difíceis. Tivemos aquela vitória sobre o Cruzeiro, depois queda contra o Figueirense, depois mais bons resultados e perdemos para o Inter, mas em nenhum momento nos desesperamos. Sabemos que talvez tenhamos algumas derrotas, isso é normal no caminho, mas estamos mais preparados que antes", declarou o volante do Botafogo.

Entre para a Torcida Virtual do Botafogo e convide seus amigos

Mesmo com a disparada que protagonizou nas últimas rodadas, o Botafogo ainda não apresenta o melhor futebol do Brasileirão, diz Marcelo Mattos. Para o volante, uma derrota pode mudar todos os elogios que o time recebeu pelas últimas vitórias.

"Estamos evoluíndo, entendendo o que o Caio Júnior quer da nossa equipe. O grupo todo está de parabéns, numa fase boa. Ninguém consegue fazer nada sozinho, acho que a gente pode chegar a ser o melhor time do Brasil, mas tem que trabalhar muito ainda. Ganhamos três seguidas, mas uma derrota muda tudo isso. A gente já viveu esses dois lados, sabe que tem que manter uma regularidade", disse Marcelo Mattos.

Sem atuar nesta 21ª rodada, pela partida contra o Santos ter sido adiada para o próximo dia 19 de outubro, o Botafogo só volta aos gramados na próxima quarta-feira, contra o Ceará, no estádio Engenhão, às 16h.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.