Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Com dores no ombro direito, Washington é dúvida para clássico contra Vasco

Atacante será submetido a uma ressonância magnética no fim da tarde desta quinta-feira para saber a gravidade da lesão

Marcello Pires, iG Rio de Janeiro |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237861882618&_c_=MiGComponente_C

Sem ainda poder contar com Fred e Emerson, o técnico Muricy Ramalho ganhou um problema de última hora para o clássico contra o Vasco no próximo domingo, no Engenhão, às 19h30, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com muitas dores no ombro direito por causa de uma luxação que sofreu no empate de 0 a 0 na partida contra o Internacional, o atacante Washington desembarcou no Rio de Janeiro com o braço direito imobilizado e só saberá se terá condições de jogo após o resultado do exame de ressonância magnética, a que seria submetido no fim da tarde desta quinta-feira.

Ainda estou sentindo muitas dores e ainda não sei a real gravidade da lesão. Se domingo eu estiver sentindo dor nessa mesma intensidade acho que dificilmente terei condições de enfrentar o Vasco. Mas preciso saber o resultado do exame. E, se for preciso, jogo até no sacrifício, afirmou Washington.

Apesar de sentir muitas dores após o choque com o zagueiro do Internacional, Washington disse que em nenhum momento pediu ao técnico Muricy Ramalho para deixar o campo e que sua saída na metade do segundo tempo foi uma opção do treinador.

"Por mim eu teria jogado os 90 minutos, mas o Muricy preferiu me preservar para não agravar a lesão. As dores são fortes, mas minha vontade de jogar é maior ainda. E nada como um clássico contra o Vasco para voltar a marcar após tanto tempo", explicou o atacante, com 10 gols, referindo-se ao jejum de 11 partidas sem marcar no Campeonato Brasileiro.

Leia tudo sobre: campeonato brasileirofluminensefutebol

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG