Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Com dificuldades, Grêmio vence Liverpool e segue na Libertadores

André Lima e Vinícius Pacheco, duas vezes, marcaram no 3 a 1 no Olímpico, depois do empate no Uruguai

Hector Werlang, iG Porto Alegre |

A noite de quarta-feira começou estranha no Olímpico. Faltou luz uma hora antes do jogo, teve o segundo capítulo quando dois jogadores do Liverpool entraram em campo com a mesma numeração, ganhou ares de tragédia ao André Lima perder gol sem goleiro e piorou com a surpreendente boa atuação dos uruguaios.

Mesmo com dificuldades, porém, o Grêmio venceu por 3 a 1 e conquistou a classificação ao Grupo 2 da Libertadores. O primeiro adversário será o boliviano Oriente Petrolero, dia 17, em Porto Alegre, em uma chave ainda com Junior de Barranquilla (Colômbia) e León de Huánuco (Peru).

No sábado, a equipe de Renato Gaúcho volta a disputar o Campeonato Gaúcho. Às 17h, o rival é o Caxias, no Olímpico. O Liverpool retorna a Montevidéu com a certeza de ter feito um bom papel e disputará o campeonato nacional.

O jogo
Nervoso, desatento e desorganizado. Estes seriam os melhores adjetivos para definir o Grêmio no primeiro tempo. Mesmo com a vantagem de ter empatado em 2 a 2 no Centenário, na semana passada, o time brasileiro apressou o jogo. Passes, viradas de jogo, cruzamentos e finalizações. Tudo era errado.

Até o lateral-direito Juan Álvez trocar a camisa 14, a mesma do meia Carlos Macchi, aos oito minutos do primeiro tempo, o Grêmio não conseguiu superar a marcação adversária. Então, num lançamento de Fábio Rochemback, Lúcio apareceu livre na área e, na saída do goleiro Matías Castro, serviu André Lima. O centroavante, na pequena área, livre, com o gol à disposição, chutou para fora.

O lance desestabilizou a equipe. O Liverpool passou a ter superioridade nos ataques. Maureen Franco e Emiliano Alfaro envolviam Paulão e Rafael Marques. Muito porque o meio de campo gremista estava mal posicionado e não consegui manter a posse de bola. Adilson não marcava e tampouco atacava. Lúcio era a única figura de destaque.

Foi quando Emiliano Alfaro, aos 34, ganhou na corrida de Paulão e chutou forte sem chances para Victor: 1 a 0. Renato reagiu imediatamente. Chamou Vinícius Pacheco, que entraria no lugar de Adilson. A qualidade individual, então, ajudou.

Rochemback bateu falta com precisão e André Lima se redimiu: cabeceou firme, a bola bateu na trave e o Grêmio empatou. Foi o que de melhor poderia ter acontecido no primeiro tempo: não terminar atrás no placar.

No segundo tempo, o Grêmio voltou mais organizado. Rochemback conseguiu armar a saída de jogo do time. Aí, a sorte ajudou. Michel Acosta foi expulso aos dez minutos e abriu caminho para a vitória gremista.

Rochemback deu um pique de 30 metros e serviu Vinícius Pacheco, que tocou na saída do goleiro: 2 a 1. Com um a mais, passou a empilhar chances de gol. Douglas desperdiçou duas delas. Vinícius Pacheco estava com o pé calibrado.

Ao pegar rebote, na entrada da área, acertou lindo chute para definir o placar e a classificação gremista. A luta pelo tri recomeça no dia 17.


FICHA TÉCNICA – GRÊMIO 3 x 1 LIVERPOOL

Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS)
Data: 2 de fevereiro, quarta-feira
Horário: 22h (de Brasília)
Árbitro: Sergio Pezzotta (Argentina)
Auxiliares: Alejo Castany e Gustavo Esquivel (Argentina)
Renda: R$ 857.750
Público: 34.681 (31.426 pagantes)

Cartões amarelos: Junior Viçosa (Grêmio) e Juan Álvez e Martin Bonjunr (Liverpool).
Cartão vermelho: Michel Acosta (Liverpool)

GOLS:
Liverpool: Emiliano Alfaro, aos 34 minutos do primeiro tempo.
Grêmio: André Lima, aos 37 minutos do primeiro tempo. Vinícius Pacheco, aos 12 e aos 28 minutos do segundo tempo.

GRÊMIO: Victor; Gabriel, Paulão, Rafael Marques e Bruno Collaço; Adilson (Vinícius Pacheco), Fábio Rochemback, Lúcio e Douglas; Junior Viçosa (Lins) e André Lima (Diego Clementino). Técnico: Renato Gaúcho.

LIVERPOOL: Matías Castro; Juan Álvez, Mota, Martin Bonjunr e Hugo Souza; Carlos Macchi (Posi), Michel Acosta, Maxi Montero (Hernán Figueiredo) e Mauricio Felipe (Blanes), Maureen Franco e Emiliano Alfaro. Técnico: Eduardo Favaro. 

Leia tudo sobre: grêmiolibertadoresvinícius pacheco

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG