Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Com departamento médico cheio, Botafogo revive problema de 2010

Contra o Boavista, equipe não conta com seis jogadores lesionados, mas jogadores prometem superação

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

Sempre que comentava a queda de rendimento do Botafogo no Campeonato Brasileiro de 2010, quando a equipe passou boa parte do torneio no G-4, mas acabou ficando fora da Copa Libertadores, o técnico Joel Santana sempre destacou o número de jogadores importantes lesionados. Sem Herrera, Marcelo Mattos, Maicosuel e Fábio Ferreira na parte final do torneio, o Botafogo acabou deixando a vaga escapar para o Grêmio na última rodada.

O técnico já não é mais Joel Santana e as competições também mudaram, mas Caio Júnior, que assume o comando da equipe carioca no próximo sábado, terá o mesmo problema no início de trabalho no Campeonato Carioca e na Copa do Brasil. Para a partida do próximo sábado, contra o Boavista, pela quinta rodada da Taça Rio, o Botafogo terá doze jogadores indisponíveis. Seis deles no departamento médico.

O lateral-direito Lucas, os volantes Bruno Tiago e Araruama, e o atacante Alex se lesionaram nas últimas rodadas. Lucas e Alex devem ficar até três semanas sem jogar. Já Bruno Tiago, em fase final de recuperação, tem o retorno planejado para o final da próxima semana. O caso mais complicado é de Araruama, que deslocou o ombro, terá que passar por cirurgia e só deve voltar em um mês. Maicosuel e Fábio Ferreira, que sofreram graves lesões no joelho em 2010, estão em fase final de recuperação e devem voltar a jogar no início do Campeonato Brasileiro.

Apesar do grande número de contundidos, o auxiliar de preparação física do Botafogo, Marlos Almeida, não vê relação entre as contusões no começo da temporada. "Na realidade é falta de sorte, uma coincidência infeliz. Se for observar, nosso time tem pouca lesão, mas acontece deles se machucarem no mesmo período. A lesão do Bruno Tiago foi uma pancada do jogador adversário, pouca gente viu, mas ele levou uma ‘paulistinha’ na coxa. Já a contusão do Lucas é muito rara, poucas vezes vi na carreira. O Alex, por exemplo, é um jogador forte, com ótimo condicionamento físico. Foi azar mesmo", avaliou Almeida.

Com tantos desfalques, o meia Fabrício e o atacante Willian terão a oportunidade de começar uma partida entre os titulares pela primeira vez. Para Willian, os jogadores terão que conversar bastante para superar a falta de entrosamento. "A gente está trabalhando junto, treinamos essa semana com a equipe que deve entrar em campo no sábado. Vamos tentar conversar bastante para não sentir tanto a falta de entrosamento entre os jogadores. O time está tranquilo e temos tudo para fazer um grande jogo", declarou o atacante.

Leia tudo sobre: botafogocampeonato carioca 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG