Treinador tem vários desfalques e sofrerá para montar a zaga na partida contra o América-MG, quinta-feira

Adilson Batista já começa, nas suas próprias palavras, a quebrar a cabeça para escalar o time do São Paulo contra o América-MG na próxima quinta-feira, por mais uma rodada do Brasileirão. O setor mais prejudicado é o defensivo, que tem muitos desfalques e só piorou após o empate por 2 a 2 contra o Atlético-PR .

O zagueiro João Filipe tomou o terceiro cartão amarelo e está suspenso. Denilson, que poderia ser improvisado na função, saiu do Morumbi reclamando de dores musculares e é dúvida. Sem falar em Xandão, Luiz Eduardo e Rodrigo Caio, que poderiam atuar nessa função e também ocupam o departamento médico. Já Bruno Uvini, Henrique Miranda e Casemiro, que também poderiam atuar na linha de trás, estão na seleção sub 20 e só voltam se o Brasil perder para a Espanha neste domingo. Isso sem contar William José.

Siga o Twitter do iG São Paulo e receba as notícias do seu time em tempo real

“Já temos problemas para o jogo contra o América-MG. O João Filipe está suspenso, e o que poderia improvisar (Denilson) saiu lesionado. Infelizmente, é um período difícil dessas ausências, tem os quatro na seleção, tem pessoal do departamento médico e isso acaba, em um coletivo, prejudicando a gente. Lamento, mas o futebol é assim e vamos enfrentar as alternativas”, afirmou Adilson Batista na coletiva de imprensa após o jogo.

Além da volta de Rhodolfo, que deve estar à disposição do técnico, há a chance de os jovens voltarem ao elenco por causa de um eventual tropeço brasileiro no sub 20. Adilson, no entanto, afirma que não torcerá contra a pátria para reforçar o time.

“Eu sou brasileiro, tenho carinho pelo Ney Franco, os meninos também querem vencer e o objetivo é chegar à final e vencer. É bom para o Brasil e é bom para eles”, completou o treinador.

Coloque seu time em 1º lugar no ranking da Torcida Virtual do iG Esporte



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.