Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Com decisões, Carpegiani implanta "tática Dunga" no São Paulo

Treinador passa a fechar treinos da equipe nas vésperas de jogos importantes; nesta sexta, mais mistério

Levi Guimarães, iG São Paulo |

AE
Carpegiani tem conseguido sucesso quando faz mistério sobre a escalação do São Paulo
O último treino coletivo do São Paulo antes da partida contra a Portuguesa pelas quartas-de-final do Campeonato Paulista será fechado para a imprensa. A estratégia, consagrada pelo técnico Dunga na seleção brasileira durante a Copa do Mundo da África do Sul e já comum em muitos outros times brasileiros, começa a virar praxe também com Paulo César Carpegiani.

Siga o iG São Paulo no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Essa será a quarta vez em menos de um mês que o treinador usará desta artifício para tentar esconder de um adversário os detalhes sobre sua equipe. E em todas as outras o resultado foi positivo: no clássico contra o Corinthians, no jogo de volta contra o Santa Cruz pela segunda fase da Copa do Brasil e, esta semana, no jogo de ida contra o Goiás pelas oitavas-de-final do torneio.

O que mais chama a atenção é que esses treinos fechados demonstram uma clara mudança de postura de Carpegiani. Antes de chegar ao São Paulo, em outubro de 2010, seu antecessor no clube, o interino Sérgio Baresi, fechava praticamente todos os treinos táticos. O novo comandante, então, chegou e resolver não fazer qualquer restrição à imprensa, com exceção apenas à gravação de imagens dos treinos de bola parada.

A situação começou a mudar quando o treinador percebeu o quanto essa liberdade de acesso estava tornando o funcionamento de seu time muito claro para os adversários. Nas entrevistas coletivas que concede no CT da Barra Funda, ele chegou a brincar com isso: “depois dos treinos eu entro nos sites de vocês e a descrição do treino é melhor do que se eu mesmo tivesse escrito”.

A expectativa agora, com o Paulistão e a Copa do Brasil entrando em suas fases decisivas, é de que a proibição do acesso da imprensa, pelo menos durante os treinos coletivos, vire padrão. Com Dunga, já se sabe, a estratégia não foi suficiente para levar o Brasil ao hexa. Mas entre os são-paulinos, a torcida é para que essa dose de mistério ajude o time a voltar a conquistar um título depois de dois anos e meio de jejum.

Especificamente para o jogo contra a Portuguesa, Carpegiani não deve ter segredos, apesar do treino fechado. A única novidade certa em relação ao time titular da vitória sobre o Goiás é a volta de Lucas no lugar de Ilsinho. Com isso, o time titular deve ser formado por Rogério Ceni, Rhodolfo, Alex Silva, Miranda, Juan, Jean, Casemiro, Carlinhos Paraíba, Lucas, Marlos e Dagoberto.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG