Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Com Dagoberto e Lucas inspirados, São Paulo bate o Flu na estreia

Dupla marcou os dois gols na vitória de 2 a 0 sobre o Fluminense, que deixou o campo sob vaias

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

A estreia do atual campeão  na edição deste ano do Campeonato Brasileiro não foi da maneira que seus torcedores imaginavam. Com uma atuação muito fraca e desorganizado em campo, o Fluminense foi dominado e perdeu para o São Paulo por 2 a 0, neste domingo, no estádio São Januário. Com uma pequena torcida presente, o time comandado por Enderson Moreira deixou o campo derrotado e sob gritos de 'time sem vergonha'.

Veja a classificação atualizada do Brasileirão

A vitória do São Paulo começou a ser construída no primeiro tempo, curiosamente quando era inferior na partida. Em uma das raras chances criadas na primeira etapa, Dagoberto abriu o placar aos 33 minutos, após ótimo passe de Casemiro. No segundo tempo, porém, o time visitante dominou desde o início e ampliou com um golaço do meia Lucas, que ainda perderia duas outras oportunidades de transformar a vitória em goleada.

Agora, o Fluminense vai até Goiânia, no próximo domingo, quando enfrenta o Atlético-GO às 18h30, no estádio Serra Dourada. O São Paulo, um dia antes, recebe o Figueirense, às 21h, no estádio Morumbi, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro.

nullO Jogo
O Fluminense entrou em campo com desfalques do atacante Fred, substituído por Rodriguinho, e Diguinho, que deu lugar ao volante Diogo. Pelo São Paulo, Xandão e Luiz Eduardo formaram a zaga, com as ausências de Rhodolfo, Alex Silva e Miranda. O esquema com quatro volantes da equipe paulista fez com que a partida começasse muito travada por faltas e passes errados.

Enquanto o São Paulo não conseguia sair da defesa para o ataque com qualidade, procurando Dagoberto, único atacante de ofício, com chutões dos zagueiros, o Fluminense também mostrava dificuldade em criar as jogadas. A dupla de ataque, com Rafael Moura e Rodriguinho, não se encontrava em campo, apesar do time da casa ter mais posse de bola que o adversário.

A primeira chance de perigo da partida só aconteceu aos 17 minutos, quando o meia Deco arriscou de fora da área e exigiu boa defesa do goleiro Rogério Ceni. Deco, inclusive, era o jogador mais perigoso do Fluminense na partida, armando e aparecendo para finalizar na área. Foi assim que, aos 27 minutos, o time da casa quase abriu o placar. Conca lançou Mariano, que foi até a linha de fundo e cruzou para a área. Deco pegou de primeira, mas a bola passou raspando a trave direita do gol do São Paulo.

Mesmo ligeiramente superior na partida, o Fluminense foi castigado por não ter aproveitado suas chances. Aos 33 minutos, em um dos raros momentos em que o atacante Dagoberto teve a aproximação dos seus companheiros, o São Paulo conseguiu abrir o placar. Casemiro recebeu na entrada da área e deu lindo passe para Dagoberto, que entrou em diagonal e chutou de primeira, no ângulo do goleiro Ricardo Berna, levando a vantagem mínima para o intervalo.

As equipes voltaram sem alterações, mas o São Paulo, contando com a inspiração de Lucas, levou apenas três minutos para resolver a partida. Após ganhar de Deco na corrida, Lucas entrou na área pela direita, cortou a marcação de Gum e bateu cruzado, marcando um golaço, o segundo do São Paulo no jogo. Um minuto depois, em outro contra-ataque, o São Paulo quase aumentou o placar. Dagoberto recebeu lançamento na direita, invadiu a área e chutou cruzado para a defesa de Berna. No rebote, Lucas ainda acertou a trave, perdendo a oportunidade de transformar a vitória em goleada.

AE
O jovem Lucas anotou o gol que deu números finais ao duelo de tricolores

A situação do São Paulo só não era perfeita porque, aos 10 minutos, Rogério Ceni sentiu o tornozelo e deixou o campo para a entrada de Dênis. O Fluminense, por sua vez, tocava a bola no meio-campo, mas de maneira inofensiva, sem chegar ao gol do São Paulo. Por isso, aos 19, Enderson Moreira trocou Deco por Souza, e Júlio César por Carlinhos, ouvindo os primeiros gritos de burro da pequena torcida do Fluminense no estádio São Januário.

Se no primeiro tempo o São Paulo foi irregular, na segunda etapa dominou e praticamente não foi ameaçado pelo Fluminense. Lucas, inspirado, ainda quase fez mais um golaço aos 22. O meia invadiu a área, foi até a linha de fundo e deixou o zagueiro Gum sentado. A finalização parou na defesa de Berna.

Nos últimos cinco minutos, o meia Rivaldo ainda entrou em campo, após conversar por alguns minutos com o técnico Paulo César Carpegiani, para tocar a bola e segurar o resultado. O Fluminense ainda tentou pressionar, mas sem organização, não levou perigo ao gol de Dênis, terminando derrotado e sob vaias da torcida presente em São Januário. 

FICHA TÉCNICA - FLUMINENSE 0 X 2 SÃO PAULO

Local: estádio São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data: 22 de maio de 2011, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Público: 5.715
Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa-PR)
Assistentes: Bruno Boschilia e Gilson Bento Coutinho (ambos do PR)
Cartões amarelos: Juan e Rodrigo Souto (São Paulo); Gum (Fluminense)

GOLS
São Paulo - Dagoberto, aos 33 minutos do primeiro tempo; Lucas, aos três minutos do segundo tempo

FLUMINENSE: Ricardo Berna; Mariano, Gum, Leandro Euzébio e Júlio César (Carlinhos); Edinho, Diogo (Willians), Deco (Souza) e Conca; Rodriguinho e Rafael Moura
Técnico: Enderson Moreira

SÃO PAULO: Rogério Ceni (Dênis); Jean, Xandão, Luiz Eduardo (Bruno Uvini) e Juan; Rodrigo Souto, Wellington, Casemiro (Rivaldo) e Carlinhos Paraíba; Lucas e Dagoberto
Técnico: Paulo César Carpegiani

Leia tudo sobre: fluminensesão paulobrasileirão 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG