Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Com bons números ante Avaí, Egídio sofre baque com novo reforço

Lateral foi o líder do Fla nas estatísticas na goleada sobre o Avaí, mas perderá a vaga para Júnior César

Thales Soares, iG Rio de Janeiro |

Vipcomm
Egídio terá mais um obstáculo na disputa pela posição de titular
O lateral-esquerdo Júnior César, ex-São Paulo, ainda não foi apresentado como novo reforço do Flamengo, mas Egídio sabe que seus dias como titular da posição estão contados. Justamente quando conseguiu fazer seu melhor jogo com a camisa do clube desde que subiu para os profissionais. Ele liderou o time nas principais estatísticas na goleada de 4 a 0 sobre o Avaí, sábado passado, pelo Campeonato Brasileiro.

Os números são do Footstats e estão disponíveis no aplicativo iG Esporte para iPhone e iPad

Egídio foi o responsável pelo maior número de passes durante o jogo, com 62, terminando com um índice de erro de apenas 7%. Ainda terminou como o jogador com mais tempo de posse de bola do time: 2min55s. Ficou apenas atrás de Willians nos desarmes (5 a 3), o que não é demérito e ainda deu o maior número de dribles, com três. Sem contar que iniciou a jogada do gol de Ronaldinho Gaúcho.

Nos primeiros 15 jogos do ano, Egidio fez 11 como titular. Depois dessa sequência, que terminou no dia 27 de março, no empate em 0 a 0 com a Cabofriense, perdeu a vaga para Rodrigo Alvim. Voltou a jogar apenas no dia 11 de maio, quando começou no banco e entrou em campo no primeiro tempo do empate em 2 a 2 com o Ceará, em Fortaleza. Então, voltou a ser escalado de início contra o Avaí.

Agora, Egídio sabe que a dificuldade para jogar aumentou. Este ano, além da concorrência com Rodrigo Alvim, ele já enfrentou as improvisações do meia Renato e do zagueiro Ronaldo Angelim na posição. Com histórico de empréstimos para Juventude e Vitória em seu currículo, o lateral, de apenas 24 anos, ainda sonha com uma carreira sólida no Flamengo.

"Não tive uma boa sequência no início do ano, mas graças a Deus consegui fazer uma boa partida contra o Avaí. Espero continuar tendo oportunidades para me firmar na equipe", disse o jogador, sem tomar conhecimento de propostas de outros clubes. “Quero ficar no Flamengo”, avisou Egídio.

Contra o Bahia, domingo, em Salvador, pela segunda rodada do Brasileiro, Egídio ainda não sabe co o será utilizado. Depois da apresentação de Júnior César, provavelmente, nesta quarta-feira, no Ninho do urubu, o técnico Vanderlei Luxemburgo deve dar uma posição sobre a utilização do novo reforço, que rompeu o tendão de Aquiles em setembro de 2010 e só voltou a jogar em março deste ano.

Leia tudo sobre: FlamengoBrasileirão 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG