Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Com assistência e gol, Ganso brilha e Santos elimina o São Paulo

Vitória por 2 a 0 no Morumbi garantiu uma vaga na final do Campeonato Paulista. Elano marcou o primeiro

Bruno Winckler e Samir Carvalho, iG São Paulo |

O Santos venceu o São Paulo por 2 a 0 neste sábado, no Morumbi, eliminou o rival da competição e garantiu uma vaga na final do Campeonato Paulista. O meia Paulo Henrique Ganso , que já tinha marcado o único gol santista na vitória contra o América, pela Libertadores, voltou a brilhar. O camisa 10 marcou o segundo gol da equipe e ainda deu um passe perfeito para Elano abrir o marcador ( e depois sair machucado ).

A torcida do São Paulo compareceu ao Morumbi para apoiar sua equipe. O público do clássico contra o Santos foi o melhor do Campeonato Paulista: 44.675 pagantes presenciaram a vitória do time da Vila Belmiro. O time da Baixada espera agora o vencedor de Palmeiras e Corinthians , que se enfrentam neste domingo (1° de maio), 16h, no Pacaembu.

O clássico também contou com a presença do técnico da seleção brasileira, Mano Menezes, que deixou o Morumbi sem falar com os jornalistas. Antes da semifinal do Paulista, o treinador já tinha confirmado Neymar na lista de convocados para a Copa América, que acontece em julho, na Argentina.

“Fico muito feliz de o professor Mano ter falado isso, vou trabalhar bastante para chegar bem na Copa America”, disse Neymar após o clássico contra o São Paulo.

Após disputarem o clássico neste sábado, no Morumbi, São Paulo e Santos entrarão em campo pela Copa do Brasil e Copa Libertadores da América, respectivamente. O time do Morumbi jogará contra o Avaí na próxima quarta-feira, em casa, pelas quartas de final da competição nacional. Já o Santos enfrentará o América na próxima terça-feira, no México.


O gramado do Morumbi atrapalhou os jogadores. O campo foi preenchido com área e prejudica o domínio de bola dos atletas, que também escorregaram bastante durante o jogo. O São Paulo ficou cinco partidas sem jogador no Morumbi devido alguns shows promovidos nesse período. Os são-paulinos voltaram a atuar em seu estádio na quarta-feira passada, quando enfrentou o Goiás pela Copa do Brasil.

O jogo
O clássico começou quente no Morumbi. No primeiro minuto de jogo, os jogadores do São Paulo pediram um pênalti em cima de Ilsinho, que caiu dentro da área após dividida com o zagueiro Durval. No entanto, a primeira chance clara foi do Santos. Aos dois minutos, o zagueiro Alex Silva tentou dar um drible no campo de defesa, foi desarmado por Neymar, que cara a cara com Rogério Ceni perdeu o gol. O goleiro desviou a bola que tocou a sua trave direita.

O Santos voltou a assustar o rival. Paulo Henrique Ganso lança Léo na esquerda, o lateral arriscou um chute rasteiro da entrada da área e Rogério Ceni desvia para escanteio. Após duas tentativas da equipe santista, o São Paulo iniciou uma sequência de tentativas para abrir o marcador. Aos 31 minutos, Dagoberto invadiu a área pela direita, driblou o zagueiro e chutou de perna esquerda, mas Rafael defendeu com tranquilidade.

null

Um minuto depois, Jonathan falhou, perdeu a bola para Dagoberto, que entrou na área e chutou forte para grande defesa de Rafael, que ainda defendeu o chute de Ilsinho no rebote, espalmando para escanteio. O São Paulo continuava dominando a partida. Na sequência, Marlos fez boa jogada e tocou para Jean, que chutou com perigo por cima do gol de Rafael. Aos 40 minutos, a última chance do primeiro tempo também foi do São Paulo. Ilsinho chutou forte de fora da área e a bola passou perto do travessão de Rafael.

O Santos voltou com uma alteração defensiva para a segunda etapa. Muricy colocou Bruno Aguiar na vaga de Zé Eduardo. Desta forma, a equipe santista passou atuar no esquema 3-6-1, com apenas Neymar no ataque, que contava com o apoio de Paulo Henrique Ganso.

Já o São Paulo só chegava com chutes de fora da área. Aos onze minutos, Jean recebeu passe de Dagoberto e chutou por cima do gol. Um minuto depois, Carlinhos Paraíba também arriscou de fora da área e chutou para fora do gol. No entanto, aos 15 minutos, Paulo Henrique Ganso recebeu a bola dentro da área e cruzou com perfeição na cabeça de Elano, que desviou de Rogério Ceni para abrir o marcador.

Apesar de colocar um zagueiro na vaga de atacante, o Santos continuava criando oportunidades e não demorou para marcar o segundo gol. Aos 27 minutos, Ganso lançou Neymar, que partiu para cima dos zagueiros, foi a linha de fundo e tocou para Ganso dentro da área, o meia tocou com categoria para ampliar a vantagem santista.

Nos cinco minutos finais, o atacante Neymar ainda perdeu uma grande oportunidade. O camisa 11 saiu na frente de Ceni, mas chutou por cima do gol. O São Paulo também teve uma oportunidade de diminuir o placar. Rivaldo cruzou para Fernandão, que cabeceou para fora do gol. Desta forma, a partida terminou com a vitória do Santos por 2 a 0. A equipe santista pode ser bicampeã paulista, já que conquistou o título em 2010 após vencer o Santo André.


FICHA TÉCNICA – SÃO PAULO 0 X 2 SANTOS

Estádio
: Morumbi, São Paulo (SP)
Data: 30/04/2011, sábado
Horário: 16h
Árbitro: Raphael Claus
Auxiliares: Luis Alexandre Nilsen e Guilherme Ceretta de Lima
Cartões Amarelos: Casemiro, Juan e Miranda (SP); Paulo Henrique Ganso (SAN)
Renda: R$ 1.232.468,00
Público:44.675 pagantes
Gols: Elano, aos 15 minutos e Ganso aos 27 do 2º tempo

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Xandão, Alex Silva, Miranda; Jean, Casemiro (Fernandão), Carlinhos, Ilsinho (Willian José) e Juan; Marlos (Rivaldo) e Dagoberto. Técnico: Paulo César Carpegiani.

SANTOS: Rafael, Jonathan, Edu Dracena, Durval e Léo (Alex Sandro); Arouca, Danilo, Elano (Adriano) e Paulo Henrique Ganso; Neymar e Zé Eduardo (Bruno Aguiar). Técnico: Muricy Ramalho

Milton Trajano
Muricy Ramalho foi melhor do que Carpegiani no Morumbi

 

Leia tudo sobre: SantosSão PauloPaulista 2011Paulo Henrique Ganso

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG