Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Com aposentadoria de William, Ronaldo rejeita tarja de capitão do Corinthians

Não tenho esse perfil falante, palestrante. O meu estilo de liderança é diferente, disse o atacante, que não quer ser atrapalhado pela faixa

Gazeta Esportiva |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237854510722&_c_=MiGComponente_C

Com aposentadoria agendada para o término da atual temporada, zagueiro William apontou Ronaldo, Roberto Carlos, Chicão e Alessandro como possíveis herdeiros da tarja de capitão do Corinthians. Um dos candidatos, no entanto, já recusou o posto.

"Não gosto de ser capitão", avisou Ronaldo. "Quando o Mano Menezes estava aqui, ainda neste ano, surgiram algumas oportunidades para ser capitão e eu recusei. Não tenho esse perfil falante, palestrante. O meu estilo de liderança é diferente. A faixa de capitão me atrapalharia", justificou.

Ronaldo aproveitou o tema para elogiar o ainda capitão William, que fará a sua última partida como jogador contra o Goiás, domingo, no Serra Dourada. "Conheço o William há muito tempo, desde um Campeonato Sul-Americano sub 16, que disputamos na Colômbia. Reencontrá-lo no Corinthians foi um prazer. Ele é um líder único, que nos dava lições diárias", afirmou, sem ter a intenção de demover o zagueiro da ideia de deixar o futebol.

"Vou prolongar a minha carreira por mais um ano e sei como é difícil esse conflito interno que o William está passando. Sentiremos muita falta dele, mas, de alguma maneira, ele estará sempre por perto", despediu-se Ronaldo.

Leia tudo sobre: corinthiansronaldo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG