Para ser diferente de 2010, Atlético-MG quer fazer valer o fator casa e primeiro desafio é o Atlético-PR

O Campeonato Brasileiro de 2011 começa neste sábado e logo na primeira rodada tem o encontro do Atlético-MG com o Atlético-PR , na Arena do Jacaré, às 18h30. Depois de verem seus rivais triunfarem nos respectivos estaduais e caírem na Copa do Brasil, resta o Brasileirão para salvar a temporada, além da Copa Sul-America, que começa no segundo semestre.

Mandante, o Atlético-MG vai reencontrar com sua torcida uma semana depois de ter perdido a final do Mineiro. O Brasileiro de 2011 vai ser mais um distante de Belo Horizonte, mais uma vez o time vai ter de jogar em Sete Lagoas. Por isso a diretoria manteve o preço do ingresso a R$ 5, cobrado desde o ano passado. E para fazer diferente do último Brasileiro, quando brigou para não cair, o Atlético-MG conta com seus torcedores para somar pontos importantes em casa.

Atlético-MG conta com apoio da torcida para ter bom desempenho em casa, neste Brasileirão
Flickr/Clube Atlético Mineiro
Atlético-MG conta com apoio da torcida para ter bom desempenho em casa, neste Brasileirão
Em 2010 o time teve nove vitórias, um empate e nove derrotas como mandante. O desempenho de apenas 49% de aproveitamento em casa foi determinante para a fraca campanha. Por isso a torcida é convocada até pelo presidente Alexandre Kalil. “peço que a torcida lote a Arena e empurre o time até acabar o jogo. Ando notando que a paciência está curta, a minha pior ainda, mas nós vamos empurrar o time e fazer, nesse Brasileiro, a Arena do Jacaré, a nossa casa. Então, vamos começar sábado a lotar e empurrar o time”, disse o dirigente, que tem o apoio do técnico Dorival Júnior.

“Eu acho que o atleticano foi fundamental na nossa recuperação do ano anterior e vai ter um papel mais do que importante a partir de agora. Eu peço a nossa torcida que tenha paciência com essa equipe e que incentive até o último minuto. Que busque dar a sua parcela para um grupo que está conseguindo, em tão pouco tempo”.

Qual o objetivo real do Atlético-MG  no Brasileiro, se vai buscar o título ou então uma vaga na Libertadores do ano que vem, Dorival Júnior prefere não comentar. Para o treinador do alvinegro de Minas Gerais, o primeiro passo é conseguir consolidar a equipe. “Nós temos algumas metas dentro de um campeonato como este e o Atlético-MG vai procurar cumpri-las e tentar alcançá-las à medida que a própria competição for evoluindo. Num primeiro momento, estamos tentando uma consolidação desta equipe e acho que isso vai ser fundamental que aconteça o mais rápido possível, pra que aí sim tenhamos uma base que nos dê uma sustentação maior e em cima desta base uma perspectiva um pouco ampliada em relação ao campeonato”.

Se o Atlético-MG vai jogar com cinco desfalques , o Atlético-PR vive uma situação bem diferente. A equipe do técnico Adilson Batista está completa para a estreia no Brasileirão. Ele pode, inclusive, contar com os reforços, que já tiveram seus nomes publicados no Boletim Informativo Diário (BID), da CBF. Entre os atletas está o volante Cleber Santana, que deve estrear pelo Furacão no jogo deste sábado. Ele entra na vaga de Robston e vai atuar junto com Deivid e Paulo Roberto. Por outro lado, o goleiro Marcio e o meia Marcelo Oliveira devem ficar no banco de reservas.

“Os três estão à disposição. Posso começar com os três, mas a intenção é iniciar com um só”, afirmou o treinador, após o treino de sexta-feira.

Quem está confirmado na equipe é o atacante Adaílton , recuperado de um problema no joelhos. Ele voltou aos treinos, após desfacar o time nos últimos três jogos.“Ele participou do treino. A gente perguntou (se está bem) e ele está relacionado”, resumiu Adilson Batista. Com isso, Adailton jogará no ataque com o Guerrón . Já no sistema defensivo, Rafael Santos e Manoel formam dupla de zaga, enquanto Rômulo jogará na lateral-direita e Paulinho na esquerda.

* Com Leonardo Fagundes, iG Curitiba

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.