Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Com ajuda de gols contra, Botafogo goleia a Cabofriense por 5 a 0

Goeber foi infeliz e equipe de Joel conquistou segunda vitória no Campeonato Carioca, liderando o grupo B

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

A vida do Botafogo ficou mais fácil neste domingo. Com dois gols contra do volante Goeber, da Cabofriense, ainda no primeiro tempo, o clube de General Severiano abriu caminho para golear por 5 a 0 e conquistar a segunda vitória no Campeonato Carioca. Renato Cajá, Caio e Antônio Carlos completaram a vitória em Volta Redonda.

Com a vitória, o Botafogo chega aos seis pontos, na primeira colocação do grupo B, com o mesmo número de pontos do Fluminense - , que perde pelo saldo de gols. Já a Cabofriense é a lanterna, sem somar pontos na competição. Na próxima quarta-feira, o Botafogo recebe o Madureira, às 22h, no estádio Engenhão. Já a Cabofriense visita o Olaria, também na quarta-feira, às 17h, no estádio Moça Bonita.

Gazeta Press
Botafoguenses comemoram gol na partida disputada em Macaé


O jogo
Mal o árbitro Luis Antônio apitou, o Botafogo quase marcou o primeiro gol da partida. Com apenas 30 segundos, Somália levantou a bola na área para cabeçada certeira de Loco Abreu. O goleiro Fábio fez bela defesa e evitou o gol precoce. Aos 12, nova chande do Botafogo. Loco Abreu recebeu na esquerda e tocou para Herrera, o argentino cortou a marcação, mas bateu torto, para longe do gol.

nullMelhor na partida, o Botafogo criava, mas não conseguia abrir o placar em Volta Redonda. Aos 23, Somália recebeu na esquerda, fintou um marcador e cruzou para Renato Cajá, que cabeceou no travessão da Cabofriense. Porém, se o ataque não resolvia, o Botafogo ganhou uma ajuda para abrir o placar. Aos 24, Lucas recebeu na direita, cruzou e o volante Goeber, sozinho, cabeceou para o próprio gol, fazendo 1 a 0 para o Botafogo.

Pouco inspirada no ataque, a Cabofriense continuou recuada e acabou levando o segundo gol na sequência, de uma maneira poucas vezes vista no futebol. Aos 30 minutos do primeiro tempo, Renato Cajá cruzou da esquerda, Goeber tentou cortar com o pé e acabou marcando seu segundo gol contra na partida, o segundo do Botafogo. Depois do gol, alguns jogadores botafoguenses foram até o autor dos dois gols contra para consolar o jogador.

Tranquilo com o resultado, o Botafogo começou a tocar a bola e esperar o tempo passar, até o intervalo. Na volta dos vestiários, o técnico da Cabofriense tirou Goeber, marcado pelos dois gols contra, para a entrada do meia Diego Sales. A mudança deu mais posse de bola para a equipe mandante, mas na hora da finalização, os jogadores da Cabofriense perdiam as oportunidades.

nullAos 15 minutos do segundo tempo, o ataque funcionou e Felipe abriu o placar, mas o árbitro anulou o gol, marcando impedimento. Com o jogo controlado, o técnico Joel Santana colocou o atacante Caio no lugar de Herrera. A mudança deu certo e o Botafogo voltou a se interessar pela partida. Aos 30, Renato Cajá recebeu de Caio, entrou na área e bateu cruzado, fazendo o terceiro gol do Botafogo na partida.

Cinco minutos depois, foi a vez do 'talismã' deixar sua marca. Lucas cruzou da direita, Loco Abreu ajeitou de cabeça e Caio completou, marcando seu segundo gol no Campeonato Carioca. Para fechar a goleada, Antônio Carlos recebeu cruzamento de Marcelo Mattos e marcou de cabeça, fechando a goleada de 5 a 0 sobre a Cabofriense.

 

FICHA TÉCNICA - CABOFRIENSE 0 x 5 BOTAFOGO

Local: Estádio Cláudio Moacyr de Azevedo, em Macaé (RJ)
Data: 23 de janeiro de 2011, domingo
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Luis Antônio Silva Santos
Assistentes: Francisco Pereira de Sousa e João Luiz Coelho
Cartões amarelos: Alyson (CAB), Allan (CAB), Márcio Rosário (BOT), Somália (BOT), Felipe (CAB), Bruno (BOT)
Cartões vermelhos: Alyson (CAB)

GOLS
BOTAFOGO: Goeber, contra, aos 24 e aos 30 minutos do primeiro tempo; Renato Cajá, aos 30 minutos do segundo tempo; Caio, aos 35 minutos do segundo tempo; Antônio Carlos, aos 41 minutos do segundo tempo

CABOFRIENSE: Fábio; Schneider, Alyson, Matheus e Everton; André Oliveira, Goeber (Diego Sales), Zotti e Rafael Ueta; Grafite (Felipe) e Allan (Capixaba)
Técnico: Luiz Antônio Zaluar

BOTAFOGO: Jefferson; João Filipe (Alex), Antônio Carlos e Márcio Rosário; Lucas, Marcelo Mattos, Bruno, Renato Cajá e Somália; Herrera (Caio) e Loco Abreu
Técnico: Joel Santana

Leia tudo sobre: botafogocampeonato carioca 2011cabofriensegoeber

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG