Cuca trata a partida contra o Figueirense como decisão, já que sua equipe não está livre do rebaixamento

Flickr/Clube Atlético Mineiro
Cuca classifica jogo diante do Figueirense como a decisão para o Atlético-MG no Brasileirão
Com três vitórias seguidas no Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG praticamente se livrou da possibilidade de ser rebaixado. Com 39 pontos , a equipe alvinegra tem apenas 4% de chances de cair, segundo o site do departamento de matemática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Mesmo com a remota possibilidade de queda, os jogadores atleticanos não querem facilitar para o azar.

Veja também: Atlético-MG aumenta distância para o Z-4. Veja a classificação atualizada

Por isso, o técnico Cuca adianta que a partida contra o Figueirense vai ser encarada como decisão pelo Atlético-MG. Com 39 pontos e 11 vitórias, a equipe atleticano ficará bem próxima se garante presença na Série A em caso de mais um triunfo.

Leia também: Cuca admite surpresa com reação rápida do time e prega cautela

“Temos cinco jogos para ganhar um, na matemática que estamos fazendo , para alcançar o objetivo que é continuar na Série A. A partir daí é programar para o ano que vem. Dos últimos cinco jogos, ganhamos quatro. E ganhamos do Santos , do Fluminense , do Palmeiras e do Grêmio . Só time grande”, disse Cuca, que não espera vida fácil nas últimas partidas de sua equipe neste Brasileirão.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

“O Figueirense está ali beliscando a zona da Libertadores. A nossa missão parece fácil, que é ganhar só mais um jogo. Mas a gente pega Figueirense fora, o Corinthians fora, Cruzeiro fora, Botafogo lutando por título e o Coritiba . Isso porque a gente ganhou, imagine se a gente não tivesse vencido? Então é nos prepararmos bem, para sábado fazer um grande jogo”.

Siga o iG Atlético-MG no Twitter e receba todas as informações do seu time

Para o goleiro Renan Ribeiro , o segredo do Atlético-MG é não fazer contas. Segundo o camisa 30 era o que o time estava fazendo desde que virou o turno na 19ª colocação, com uma das piores campanhas de 1º turno na era dos pontos corridos. Assim, a partida contra o Figueirense vai ser encarada do mesmo jeito que foram os jogos anteriores.

“A gente vinha fazendo contas desde que virou o turno, mas a gente não conseguia distanciar dessa zona. A conta agora é continuar trabalhando, com essa concentração que temos, para dar uma boa sequência nos jogos”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.