Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Com 100º de Ceni, São Paulo vence Corinthians e quebra tabu

Goleiro marca o 2º gol na vitória do time do Morumbi por 2 a 1. Marca durava 11 jogos

Danilo Lavieri, iG São Paulo |

O São Paulo teve o domingo perfeito na Arena Barueri. O time quebrou um tabu de 11 jogos, venceu o Corinthians por 2 a 1 e ainda viu Rogério Ceni marcar o 100º gol de sua carreira. Os mais de 15 mil torcedores são-paulinos presentes no estádio puderam comemorar o triunfo que não acontecia há quatro anos.

O gol do camisa 1 do São Paulo foi marcado aos 8 minutos do 2º tempo em uma falta batida com perfeição por ele. Assim que a bola balançou as redes de Júlio César, um show de fogos tomou conta do estádio e durou mais de cinco minutos. O cartão amarelo de Guilherme Ceretta de Lima não diminuiu a festa dos torcedores, que gritavam insistentemente que Ceni era o melhor do Brasil.

nullO jogo também ficou marcado pelo nervosismo. Já no 1º tempo, algumas faltas mais duras foram cometidas, especialmente por Jorge Henrique e Dagoberto. Na etapa final, Alessandro e Dentinho, pelo Corinthians, deram entradas duras e foram expulsos. Já do outro lado, Dagoberto acertou duas cotoveladas e também foi expulso.

A vitória são-paulina deu a liderança do Campeonato Paulista ao Palmeiras, que venceu o Bragantino por 3 a 0 no último sábado. O time de Felipão fica isolado na ponta com 35 pontos. Já o São Paulo empata em número de pontos com o seu rival deste domingo: 34. O número de vitórias, no entanto, coloca o time do Morumbi na 2ª colocação, e o Corinthians em 3º.

Na próxima rodada, o Corinthians joga contra o Botafogo fora de casa, às 18h30. O São Paulo recebe o Mirassol no mesmo dia, mas às 16h.

O jogo

O São Paulo demorou exatos oito minutos para se acostumar com a mudança de última hora de Paulo César Carpegiani. Com Rodrigo Souto no meio, a equipe do Morumbi não se acertava na marcação. Depois disso, no entanto, dominou as tentativas de abrir o placar. Dagoberto, por duas vezes, e Carlinhos Paraíba chutaram de fora da área e ameaçaram Júlio César. A primeira chance do Corinthians aconteceu na bobeada de Miranda, que esperou a bola sair, mas acabou desarmado por Liedson, que tocou para o companheiro na entrada da área que errou na hora de finalizar.

Vipcomm
Rogério Ceni celebra após marcar de falta o centésimo gol de sua carreira e o segundo do São Paulo no duelo
O jogo mostrava muito equilíbrio a partir dos 20 minutos. Os dois times tentavam criar chances de gol apenas com chutes de fora da área, mas não chegavam a empolgar a torcida. Alguns lances mostravam força excessiva e criavam um clima de rivalidade um pouco exagerado. Dagoberto e Jorge Henrique foram exemplos de faltas perigosas, punidas com o cartão amarelo.

Aos 39 minutos, em mais uma tentativa de fora da área, Dagoberto foi muito feliz. De fora da área, do bico esquerdo da área, o jogador do São Paulo acertou no canto oposto de Júlio César, sem nenhuma chance de defesa, para o delíro da maioria são-paulina em Barueri.

O Corinthians começou no 2º tempo já buscando o empate. A primeira oportunidade aconteceu aos 2 minutos, com Jorge Henrique, que desviou cruzamento de Fábio Santos e parou em excelente defesa de Rogério Ceni.

nullO goleiro brilharia seis minutos depois. Em uma falta no lado esquerdo do campo, o camisa 1 do São Paulo pediu para bater e, claro, foi prontamente atendido. Com muita categoria, ele acertou o ângulo de Júlio César e deu início ao show de fogos e comemoração que duraria cinco minutos na Arena Barueri. Era o centésimo gol dele sendo marcado.

A comemoração aumentou com a expulsão de Alessandro, que deu entrada dura em Dagoberto. Aos 22 minutos, Dentinho mostrou que o Corinthians ainda estava vivo, apesar da comemoração que parecia eterna da torcida são-paulina. Ele recebeu bola pela esquerda do ataque e chutou sem chances para Ceni defender, diminuindo a diferença.

No lance exatamente seguinte, Dagoberto deu ainda mais esperanças para o torcedor corintiano, sendo expulso após falta em cima de Ralf. A torcida do corintiana passou a gritar mais forte e mostrou que acreditava no empate. De nada adiantou. Dentinho, no lance seguinte, foi expulso em mais uma agressão infantil.

A partir daí, o Corinthians tentava empatar de qualquer maneira, especialmente com jogada aérea, mas não tinha sucesso. O São Paulo se retraiu, ficou apenas com Fernandinho à frente e se defendia muito bem, jogando nos contra-ataques.

FICHA TÉCNICA – SÃO PAULO 2 x 1 CORINTHIANS

Local:
Arena Barueri, em Barueri (SP)
Data: 27 de março de 2011, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Guilherme Ceretta de Lima
Assistentes: Celso Barbosa de Oliveira e Carlos Alberto Funari
Público: 17.603 mil pagantes
Renda: R$ 306.401,67 (líquida)
Cartões amarelos: Dagoberto, Rogério Ceni, Júnior César, Ilsinho e Rhodolfo (SPO); Jorge Henrique (COR)
Cartões vermelhos: Alessandro e Dentinho (COR); Dagoberto (SPO)

GOLS:
SÃO PAULO
: Dagoberto, aos 39 minutos do 1º tempo, Rogério Ceni, aos 8 minutos do 2º tempo
CORINTHIANS: Dentinho, aos 22 minutos do 2º tempo

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Alex Silva, Miranda e Rhodolfo; Jean, Rodrigo Souto (Casemiro), Carlinhos Paraíba, Ilsinho (Marlos) e Júnior César; Fernandinho (Rivaldo) e Dagoberto
Técnico: Paulo César Carpegiani

CORINTHIANS: Júlio César; Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos (Danilo); Ralf, Paulinho, Morais (Willian) e Jorge Henrique (Luis Ramirez); Dentinho e Liedson
Técnico: Tite

Leia tudo sobre: Cenisão paulocampeonato paulista 2011corinthians

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG