Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Cobrança de Love se torna chance de aliviar pressão no Flamengo

Veto a Adriano tira paz de Luxa. Boato de acerto com Vágner Love teria sido tentativa de amenizar clima

Vicente Seda, iG Rio de Janeiro |

Vágner Love afirmou por meio de assessoria que não negocia com o Flamengo neste momento. O desejo do clube em contar com o atacante não é segredo, mas não foi feita proposta oficial. O Flamengo deve ao atacante pouco mais de R$ 700 mil, referentes a luvas e salários em atraso. O custo mensal de Love para o clube era de R$ 360 mil. A visita do jogador à presidente Patrícia Amorim, na qual cobrou o montante, contudo, foi vista como uma oportunidade no departamento de futebol.

Twitter do iG Esporte: Notícias, vídeos e opinião

Entre pessoas ligadas ao clube e que defendiam o retorno de Adriano, surgiu uma outra versão para os fatos. Com a pressão sobre Vanderlei Luxemburgo desde o veto ao "Imperador" e os gritos da torcida no último jogo contra o Madureira, a informação de que Love poderia retornar à Gávea teria sido ventilada por gente ligada ao futebol. Porém, a dificuldade em fazer o CSKA, da Rússia, liberar o atacante no ano do seu centenário já é conhecida pela diretoria desde a contratação de Ronaldinho Gaúcho, quando Love apareceu para a apresentação do camisa 10, mas seu retorno antes de dezembro foi praticamente descartado.

undefined
Vagner Love e Luxemburgo juntos no Flamengo? Só mesmo em visita do atacante à Gávea

Não se trata apenas de proteção a Luxemburgo, que anda nervoso com os constantes questionamentos da imprensa e da torcida sobre o "Imperador". O veto a Adriano tem reflexos também no elenco. Para atacantes com alto salário como Deivid, que custa cerca de R$ 470 mil por mês ao Flamengo (Adriano custava R$ 265 mil por mês) e está na reserva, a “sombra” incomoda, e muito. Para outros, amigos do artilheiro do Brasileiro de 2009, a forma como o clube fechou as portas causou desconforto.

Love deverá retornar na sexta-feira para Moscou e é possível que o seu empresário, Evandro Ferreira, ou advogado, Diogo Souza, reiterem o desejo do Flamengo com os dirigentes russo, mas não foi dada ainda qualquer sinalização por parte dos europeus indicando que o negócio pode sair. O clube carioca também tem dívida com Adriano, em montante que gira em torno dos R$ 500 mil.

O comunicado da assessoria de Love informa apenas que o jogador está no Rio de Janeiro para “resolver problemas familiares” e que seu encontro com Amorim nesta terça “teve como objetivo tratar de questões particulares”, sem qualquer relação com negociação para volta ao clube. O informe reitera que o contrato do jogador com o CSKA vai até 2014 e que o clube russo “já declarou que não pretende negociá-lo no ano do seu centenário”.

Leia tudo sobre: vágner loveflamengovanderlei luxemburgo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG