Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Coadjuvante de camisas 10, Elano quer ‘carregar o piano’ de Ganso

Com a volta de Ganso, camisa 8 quer voltar a jogar na posição que o consagrou no futebol

Samir Carvalho, iG Santos |

O retorno aos gramados do meia Paulo Henrique Ganso, que está recuperado de uma cirurgia no joelho, não é esperado apenas por torcedores e dirigentes do Santos. O meia Elano está ansioso para jogar ao lado de Ganso, e voltar a exercer a função que o consagrou para o futebol: como coadjuvante dos camisas 10 das equipes que defende.

Sem Ganso, o camisa 8 do Santos exerce o papel de principal armador da equipe nesta temporada. Elano já foi utilizado por Adilson Batista e Marcelo Martelotte nessa função. Porém, o meia prefere ser o jogador que ‘carrega o piano’ da equipe, termo utilizado no futebol para atletas voluntários dentro de campo.

Elano, inclusive, se destacou no Santos em 2002 apoiando o meia Diego, camisa 10 do time na época. Na seleção brasileira de Dunga que disputou a última Copa do Mundo, o meia foi o coadjuvante de Kaká, principal armador das jogadas do Brasil no Mundial.

“Todos sabem que minha função sempre foi a de dar ao auxílio ao chamado camisa 10. Foi assim com Kaká, com Diego. Atualmente, eu venho jogando como armador. Procuro ajudar e venho fazendo gols. Mas é lógico que ter um outro meia para dar retaguarda será importante”, afirmou Elano.

Apesar da vontade de exercer a função que o consagrou para o futebol, Elano não se importa de fazer o papel de Ganso por enquanto. “Fiz essa função em 2004, quando o Santos jogava com o Robinho e o Deivid no ataque. A posição que o Adilson (Batista) vinha me colocando e agora o Marcelo (Martelotte) é para ajudar”, disse o camisa 8.

Para auxiliar Ganso na equipe santista, Elano tem números favoráveis a seu favor no Campeonato Paulista. De acordo com o Footstats, o camisa 8 tem média de 23 passes certos e apenas quatro errados por jogo. Já para exercer a função de camisa 10, Elano deixa a desejar. Em oito jogos disputados no Paulista, Elano acertou apenas três assistências, além de errar 19 lançamentos e acertar onze na competição.

A estreia da dupla Ganso e Elano deve acontecer no jogo contra o Colo Colo no dia 16 de março, no Chile, pela terceira rodada da Copa Libertadores da América.
 

Leia tudo sobre: santoselanopaulo henrique gansokakadiego

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG