Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Clubes alugam avião para "resgatar" jogadores da seleção no México

Mesmo voo fretado logo depois de amistoso não é garantia de que possam jogar na rodada do Brasileirão

Marcel Rizzo, enviado iG a Torreón |

CBF/Divulgação
Titular da seleção diante do México, Jefferson prefere não enfrentar o Corinthians
Ao menos cinco clubes se juntaram para “resgatar” os jogadores que enfrentam o México nesta terça-feira, 22h30 de Brasília, para que possam tentar jogar na rodada do Campeonato Brasileiro que começa nesta quarta-feira. Neymar, do Santos, Ronaldinho Gaúcho, do Flamengo, Dedé, do Vasco, Fred, do Fluminense, e Jefferson, do Botafogo, devem entrar em um avião fretado logo depois da partida e partir de Torreón, no norte do México, direto ao Brasil. O problema é que nem os clubes sabem se mesmo assim poderão contar com os jogadores. A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) não tem interferência no assunto.

VEJA MAIS: Mano dá nova chance a Hernanes e Marcelo

O avião alugado não tem autonomia para viajar direto do México ao Brasil, portanto vai parar para reabastecer em Manaus, no Amazonas. Não está confirmado se o volante Ralf, do Corinthians, e o zagueiro Réver, do Atlético-MG, estarão no avião. Lucas, do São Paulo, não viaja porque o clube paulista enfrenta o Internacional na tarde desta quarta-feira, portanto sem tempo hábil para chegar. Na quinta-feira há Atlético-MG x Santos, Atlético-PR x Vasco e Fluminense x Coritiba.

LEIA TAMBÉM: Treino fechado não esconde a seleção

Mesmo aqueles que jogam quarta à noite correm o risco de chegar em cima de hora – caso do confronto entre Corinthians e Botafogo, no Pacaembu, às 21h50. Há também a partida entre Flamengo e Palmeiras no Engenhão, no mesmo horário. Do México ao Brasil o voo dura pelo menos 10 horas, mas com a parada de reabastecimento os atletas só devem estar no Brasil no meio da tarde desta quarta. O goleiro Jefferson, do Botafogo, já disse no México que prefere não jogar.

“O calendário é muito apertado. Ouvi dizer que estão tentando algo para viajarmos, mas é complicado jogar numa terça e depois numa quarta também”, disse o arqueiro que será titular contra o México porque Julio Cesar está machucado.

O custo do voo seria dividido entre os clubes, que enviaram até um emissário ao México para tratar do assunto. Os jogos da seleção brasileira nas datas Fifa, sem a paralisação do Brasileiro, tem causado polêmica por desfalcar os clubes em meio a partidas importantes.
 

Leia tudo sobre: seleção brasileiracorinthiansflamengovasconeymar

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG