Diego Cavalieri explica que ficou no meio do gol por conhecer estilo da cobrança do meia do Atlético-PR

Apesar de culpar o árbitro Wagner Reway , o Atlético-PR está ciente de que também pecou no empate contra o Fluminense , neste sábado, na Arena da Baixada, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. Entre as chances desperdiçadas nos 90 minutos, a equipe de Curitiba não conseguiu concluir um pênalti.

O erro ocorreu aos 30 minutos do primeiro tempo. Cléber Santana mandou uma bomba no meio do gol, mas viu que o goleiro Diego Cavalieri não escolheu um canto e, assim, arqueiro do Fluminense defendeu a cobrança.

"Eu tive a infelicidade de perder o pênalti. Só perde quem está ali para bater", afirmou o meio-campista.

Nas entrevistas, Cavalieri mostrou que tinha conhecimento do estilo de Cleber Santana. Nos pênaltis, o meio-campista usou a mesma forma de cobrança dos tempos em que atuava no Santos.

"Em alguns jogos, sofri gols em cobranças no meio do gol. Hoje, eu decidi ficar parado e deu certo", exaltou o goleiro, que contou com um pouco de sorte.

"Foi complicado, porque na hora do pênalti envolve muita coisa. Ali decidi ficar, esperar e acabei tendo sorte".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.