Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Cléber Santana é suspenso por dois jogos. Dirigente pega 140 dias

Jogador foi punido porque aplaudiu ironicamente a decisão do juiz e, na sequência, o teria ofendido

Gazeta |

Os incidentes ocorridos no empate do Atlético-PR por 2 a 2 contra o Palmeiras, partida que teve Marcelo de Lima Henrique como árbitro, causaram prejuízo para o clube paranaense nesta terça-feira. O diretor de futebol Alfredo Ibiapina foi suspenso por 140 dias e recebeu multa de R$ 1 mil. Já o volante Cleber Santana pegou um gancho de dois jogos.

Ibiapina foi denunciado em três artigos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva e poderia ser suspenso por 450 dias. No 258-B, por invadir o gramado no intervalo e, depois, permanecer no banco de reservas, a pena varia de 15 a 180 dias. Ele também foi enquadrado no 258 (assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva), que prevê os mesmos períodos de suspensão. No 243-F, por ofensa, a pena é de multa entre R$ 100 e R$ 100 mil e suspensão que varia de 15 a 90 dias.

O dirigente explica que foi ao gramado no intervalo, atitude que costuma tomar em todas as partidas. "Fiquei ali para perguntar para ao árbitro o motivo pelo qual ele estava prejudicando o Atlético-PR. Para a minha surpresa, o árbitro me recebeu com palavras de baixo calão e disse que não ia falar comigo. Confesso que perdi a cabeça, fiquei nervoso porque o clube está numa situação delicada no Campeonato Brasileiro e não merece isso", disse o dirigente, de acordo com o site "Justiça Desportiva".

Ele fez as reclamações atrás de um dos gols e foi expulso dali, mas não se intimidou. Voltou ao vestiário, trocou de agasalho e dirigiu-se ao banco de reservas. Ele diz que gostaria de ser visto por Marcelo de Lima Henrique para que o árbitro "parasse de prejudicar sua equipe". De acordo com Ibiapina, o juiz o ofendeu ao notar sua presença. 

"Você ainda está aqui, seu m...?", teria dito o árbitro. Alfredo afirma ter respondido, dizendo que ele não poderia falar daquele jeito na Arena da Baixada. Em seguida,assumiu ter cometido as infrações pelas quais foi julgado.

Cleber Santana, por sua vez, foi enquadrado nos artigos 258 (assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva) e 243-F (ofender alguém em sua honra, por fato relacionado diretamente ao desporto). Após receber o segundo cartão amarelo e ser expulso, o jogador aplaudiu ironicamente a decisão do juiz e, na sequência, o teria ofendido.

Com os dois jogos de gancho, Cleber está fora da partida contra o Bahia, nessa quarta-feira. Como já cumpriu a suspensão automática, estará livre para o compromisso seguinte.

O Atlético-PR foi julgado por permitir que o dirigente agisse dessa forma, mas escapou da perda de mando de campo. No entanto, foi multado em R$ 20 mil.

Leia tudo sobre: Atlético-PRbrasileirão 2011stjd

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG