Igualdade foi um bom resultado para os times de Manchester. Chelsea segue em quarto lugar e o Tottenham, em terceiro

Galls, do Tottenham, e Drogba, do Chelsea, disputam bola pelo alto
AP
Galls, do Tottenham, e Drogba, do Chelsea, disputam bola pelo alto
No jogo que concluiu a 17ª rodada do Campeonato Inglês, o Chelsea se manteve na zona de classificação para a Liga dos Campeões da próxima temporada, mas perdeu a chance de melhorar sua posição na tabela. A equipe empatou por 1 a 1 com o Tottenham e segue em quarto lugar, mantendo seu rival um posto acima. o Manchester City lidera, seguido pelo United.

Veja também: City vence e segue na ponta; United goleia e está na cola

Os gols do clássico londrino desta quinta-feira foram marcados no primeiro tempo. Adebayor abriu o placar para o Tottenham, anfitrião do confronto, aos sete minutos. Aos 23, Sturridge balançou as redes e deixou tudo igual no duelo direto pela terceira colocação na Premier League .

As duas equipes seguem longe dos líderes da competição. O Chelsea atingiu 34 pontos, enquanto o Tottenham agora tem 36. O Manchester City, primeiro colocado, soma 44, seguido de perto pelo Manchester United, dono de 42 pontos.

Os Blues , contudo, tiveram de superar adversidades para buscar este ponto, embora deva lamenta o segundo empate consecutivo na caça à liderança do Campeonato Inglês. Logo no primeiro tempo, o já contestado técnico português André Villas-Boas teve que sacar Ivanovic e Mikel por contusão.

Antes disso, porém, as redes já haviam sido balançadas. E primeiro pelos donos da casa. A aposta do Tottenham nas jogadas de Bale deram resultado logo aos sete minutos, quando ele partiu pela esquerda e cruzou rasteiro para Adebayor colocar a bola dentro da meta de Cech.

Leia ainda: Técnico do Chelsea descarta negociação de Torres

O lance acordou os visitantes, que quase empataram aos dez minutos em rebote de Mata desperdiçado por Sturridge. Aos 23, contudo, Sturridge foi certeiro ao completar cruzamento de Ashley Cole após bom passe de Drogba no comando do ataque do Chelsea.

A partir daí, a equipe de Villas-Boas se manteve mais perigosa ao chegar ao ataque, embora tivesse menos posse de bola do que seu adversário. No começo do segundo tempo, Ramires recebeu excelente assistência de Drogba, mas não conseguiu vencer o goleiro Friedel.

Com mais ou menos oportunidades, contudo, faltou eficiência. Os dois times até chegaram a marcar gols, mas Adebayor e Mata tiveram seus tentos anulados pela arbitragem, que alegou impedimento nos dois casos. No final, as duas equipes forçaram e o volante brasileiro Sandro, ex-Inter, quase fez, assim como Ramires nos minutos finais, mas o 1 a 1 estava selado.

Fernando Torres disputa a bola com o brasileiro Sandro
AP
Fernando Torres disputa a bola com o brasileiro Sandro

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.